CEZAR CANDUCHO

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Aécio desrespeita a democracia ao incitar golpe, afirmam petistas.


Apesar de os brasileiros escolherem a presidenta Dilma Rousseff para governar o país, tucano insiste em discurso de impeachment.
O presidente Nacional do PT, Rui Falcão, criticou nesta segunda-feira (6) a estratégia da oposição em insistir no golpe contra o governo da presidenta Dilma Rousseff.
O dirigente afirmou, em seu perfil no Twitter, que os ataques do senador Aécio Neves, feitos no domingo (5), durante a convenção nacional do PSDB, são mais uma tentativa de ganhar “no tapetão”.
“Perderam no voto e agora querem ganhar no tapetão. Fora golpistas! Democracia neles!”, escreveu.
Outro petista que vê nítido desrespeito à democracia no discurso de Aécio é o senador Paulo Paim (PT-RS). “Não reconhecer o processo eleitoral é um absurdo. Aécio perdeu e não respeita a regra democrática”, lamentou, em entrevista à Agência PT de Notícias.
O líder do governo na Câmara,  José Guimarães (PT-CE), também rechaçou a postura dos tucanos ao tentarem criar um golpe antidemocrático. O deputado defendeu o respeito as urnas e disse que a tentativa da oposição em pedir um impeachment não é legítima.
“Querem governar o Brasil? Ganhem primeiro a eleição. A democracia tem regras. Qualquer coisa fora disso é uma ameaça ao Estado Democrático de Direito”, disse à imprensa.
“Se o PT vai continuar governando o Brasil, que eles esperem 2018 e não fiquem apregoando o caos”, acrescentou o deputado.
Aguardar as próximas eleições sem ficar “apregoando o caos” é o melhor caminho que o tucano deve seguir, analisa Guimarães, que reforçou que  “o povo brasileiro, em 2018, tomará a decisão sobre quem continuará governando o país”.
“Não é nada responsável para quem quer um dia governar o Brasil. Não vamos aceitar esse tipo de imputação que é feita ao nosso governo. A presidente Dilma foi eleita pelo voto popular e é com ela que vamos governar até 2018. O que virá caberá à sociedade decidir. Essa coisa de discutir impeachment é coisa de uma oposição de direita, truculenta”, afirmou.
Guimarães também questionou o discurso  ético do PSDB. Para ele, falta “moral” ao atacar o PT, já que alguns tucanos já enfrentaram problemas judiciais.
“Esse Agripino Maia, senador, denunciado no Supremo por um desvio de recurso no RN. Esse Cássio Cunha Lima, faz discurso ético, foi cassado pelo TSE. Falta moral para eles virem imputar. O presidente do PSDB diz que o TSE tem que julgar as contas da Dilma. Quer dizer que as instituições vão fazer o julgamento seletivo? Não. Isso não pode”, declarou.
O petista também classificou como “piada” a fala de Fernando Henrique Cardoso (FHC), na convenção de ontem do PSDB, ao dizer que “o PT quebrou o Brasil”.
“Ele quebrou o Brasil, queria até vender o Banco do Brasil, a Petrobras. Recebemos o país em 2002 com 12,5% de inflação, o país quebrado. Eles quebraram o Brasil, dizer que o PT quebrou o Brasil parece uma piada dessa gente que governou durante oito anos”, afirmou.
***
***
***
MEC divulga resultado da primeira chamada do Sisutec.



Nesta edição, são ofertadas 83.641 vagas. Os estudantes selecionados deverão fazer a matrícula nas instituições em que foram aprovados entre 8 e 10 de julho.
O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta terça-feira (7), o resultado da primeira chamada do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). A lista de aprovados pode ser consultada no site do sistema.
Os estudantes selecionados nesta primeira chamada deverão fazer a matrícula nas instituições em que foram aprovados entre 8 e 10 de julho. As aulas dos cursos terão início entre os dias 3 e 31 de agosto.
A segunda chamada será divulgada no dia 14 de julho e o período de matrícula para esses candidatos será de 15 a 17 do mesmo mês.
O Sisutec oferece vagas gratuitas em cursos técnicos em instituições públicas e privadas de ensino superior e de educação profissional e tecnológica com base na nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta edição, são ofertadas 83.641 vagas em 515 municípios de todos os estados e no Distrito Federal.
As vagas que não forem preenchidas serão ofertadas na internet, na página do Sisutec, no período de 20 de julho a 2 de agosto. Qualquer pessoa poderá se inscrever nessa etapa, mesmo que não tenha feito o Enem. A única exigência é ter concluído o ensino médio.
Fonte e foto: Agência PT de Notícias
***
***
***
TRE MG rejeita ação de tucanos por falta de provas.



Em mais uma derrota imposta aos tucanos, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MG) rejeitou, por unanimidade, a ação impetrada pela “Coligação Todos por Minas” do ex-candidato Pimenta da Veiga, derrotado no primeiro turno pelo governador Fernando Pimentel. O pleno do TRE/MG considerou que não há provas para a ação.
O Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais vem a público repudiar as reiteradas tentativas do PSDB, e seus aliados, de incriminar o PT, o Governador Fernando Pimentel e o deputado Durval Ângelo, eleitos democraticamente.
O apoio recebido dos trabalhadores dos Correios nesta e em outras eleições é resultado da luta contra a privatização da empresa. São cidadãos que exercem o direito constitucional de se engajarem politicamente, conscientes do modo tucano de privatizar, a exemplo do que ocorre hoje com a tentativa de entregar as reservas de petróleo do Pré-sal ao capital estrangeiro.
Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais.

***
***
***


GV sediará duas conferências importantes nesta quinta e sexta-feiras.

Direitos da Pessoa Idosa e Sistema Único de Assistência Social serão os temas que movimentarão Teatro Atiaia e Auditório da Faculdade Pitágoras.
Cerca de 400 pessoas devem participar entre a quinta (9) e sexta-feira (10) da Conferência Regional dos Direitos da Pessoa Idosa e da Conferência Municipal de Assistência Social, respectivamente. Os eventos marcam momento importante de discussões e construção de propostas para mais avanços e conquistas na efetivação de direitos e de políticas públicas ligadas aos temas em debate.
Direitos da Pessoa Idosa.
Na quinta-feira (9), das 7h às 13h, no Teatro Atiaia, Protagonismo e Empoderamento da Pessoa Idosa: Por Um Brasil de Todas as Idades será o tema da 4ª Conferência Regional dos Direitos da Pessoa Idosa. Estão sendo aguardados representantes de 84 municípios. A organização é do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI) e Prefeitura de Valadares, Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social (Sedese) e Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Doce (Ardoce) e a participação é aberta à comunidade.
Três eixos temáticos nortearão os trabalhos para a elaboração de propostas para a etapa estadual de conferências. Eixo 1: Gestão; Eixo 2: Financiamento; Eixo 3: Participação.
Sistema Único de Assistência Social.
Já na sexta-feira (10), das 7h30 às 17h30, será a vez da 11ª Conferência Municipal de Assistência Social, no auditório da Faculdade Pitágoras (ao lado do GV Shopping). Inscrições serão feitas no local e no dia do evento. Organizada pelo Conselho Municipal de Assistência Social e Prefeitura, a 11ª edição da Conferência traz como tema um dos grandes desafios da área: “Consolidar o Sistema Único de Assistência Social – SUAS de vez rumo a 2026″. Dois painéis serão apresentados pela manhã, seguidos de debates.
À tarde, os participantes estarão organizados em grupos para as oficinas, onde serão elaboradas as propostas que resultarão da Conferência, a partir de três eixos temáticos: O enfrentamento das situações de desproteções sociais e a cobertura dos serviços, programas, projetos, benefícios e transferência de renda nos territórios; O Pacto Federativo e a consolidação do SUAS; Fortalecimento da participação e do controle social para a gestão democrática.
Ao final, nas duas conferências, serão  eleitos os delegados para as etapas estadual e regional, respectivamente. A Conferência Regional de Assistência Social também acontecerá em Valadares, e está prevista para 18 de setembro.
Conferencistas.
Na Conferência Regional dos Direitos da Pessoa Idosa, o assunto será conduzido pela vice-coordenadora do Núcleo de Estudos sobre Pessoa Idosa (NEPI) da Universidade Federal de Juiz de Fora, campus Governador Valadares, professora Clarice Lima Alvares da Silva.
A Conferência Municipal de Assistência Social trará dois painéis para subsidiar os trabalhos em grupo. O primeiro painel será apresentado pelo Secretário Municipal de Assistência Social de Valadares, Jaime Rodrigues Coelho Junior, que apresentará as políticas de assistência social em Valadares.
O segundo painel, que referencia o tema foco da conferência, será apresentado pela Secretária de Estado Adjunta da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social, Rosilene Cristina Rocha, que substituirá Simone Aparecida Albuquerque, anteriormente divulgada como conferencista.
Rosilene Rocha é assistente social e já foi Secretária Municipal de Desenvolvimento Social em Belo Horizonte, presidente do Colegiado de Gestores Municipais da Assistência Social do Estado de Minas Gerais (Cogemas) e secretária nacional do Colegiado Nacional  da Assistência Social (Congemas). Ela também já exerceu os cargos de secretária Executiva Adjunta e secretária Nacional da Assistência Social, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.
Fonte: SECOM/PMGV
***
***
***
Parlamentares visitam prefeito de Ouro Verde.


Gezinho foi vítima de atentado em maio deste ano.
As Comissões de Participação Popular e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) estiveram na Delegacia de Polícia em Teófilo Otoni e na Prefeitura de Ouro Verde de Minas, no Vale do Mucuri, dia 6/7. O objetivo foi prestar solidariedade ao prefeito de Ouro Verde de Minas, Geraldo José Luiz Lima (Gezinho), vítima de atentado a sua integridade física.
O prefeito foi atingido em maio deste ano por três tiros, enquanto acompanhava a terraplenagem de uma área na zona rural da cidade. Na ocasião, ele estava com o pai e um funcionário da prefeitura que operava um trator, mas, segundo a Polícia Militar, os tiros foram direcionados ao político. As motivações para o crime ainda são desconhecidas. As balas acertaram a cabeça, o ombro direito e as mãos do prefeito, que foi socorrido pelo Hospital Santa Rosália, em Teófilo Otoni e, posteriormente, para o Pronto Socorro João XXIII em Belo Horizonte.
Geraldo retornou às suas atividades hoje mas o inquérito continua em sigilo, segundo o delegado Washington Souza Filho. O requerimento foi do deputados Paulo Lamac, da deputada Marília Campos e dos deputados Doutor Jean Freire e Cristiano Silveira, todos do PT.
“O objetivo de nossa visita ao município de Teófilo Otoni e Ouro Verde foi, além, de prestar solidariedade ao prefeito Gezinho e sua família, tomar conhecimento do andamento das investigações, já que até o momento ninguém foi preso. Os culpados precisam ser punidos”, afirma Paulo Lamac.
Acompanharam a reunião o Vereador Daniel Sucupira, os deputados federais Ademir Camilo e Leonardo Monteiro, o delegado regional Dr. Vinícius Sampaio da Costa, o delegado responsável pelo inquérito Dr. Washington Souza Filho e a promotora Dra. Ana Cláudia Lopes.
Com informação e foto do Gabinete deputado Paulo Lamac(PT)
***
***
***
Exportações de Minas Gerais crescem 7% em junho.



China se mantém como principal destino das vendas externas do estado, com 25,1% do total exportado.
O aumento de 7% das exportações de Minas Gerais em junho colaborou para o avanço do saldo comercial do estado, que terminou o mês positivo em US$ 1,04 bilhão. Os dados das vendas internacionais mineiras foram divulgados nesta segunda-feira (6/7) pela Exportaminas, unidade da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), em parceria com a Fundação João Pinheiro (FJP). As exportações totalizaram US$ 1,89 bilhão e as importações, US$ 851,81 milhões. Minas Gerais foi responsável por 9,6% das exportações brasileiras e por 5,6% das importações no mês.
A China se mantém como o principal destino das vendas mineiras, representando 25,1% do total exportado. Em seguida estão os Estados Unidos, com participação de 8,3%; Argentina, com 7,9%; Holanda e Reino Unido com 5%. Em junho, os Estados Unidos foram o principal fornecedor de Minas Gerais, ocupando 17,7% da pauta importadora, seguida pela China, com 14,3%, Argentina, com 12%, Itália, com 6,7% e Alemanha com 6,3% do total importado.
Os principais produtos que compõem a pauta exportadora do mês são minério de ferro (26,2%), ferro-ligas e ferro fundido (14,7%), café (12,8%) soja (8,6%), ouro e pedras preciosas (5,7%).
Mercosul.
Apesar do resultado positivo de junho, as exportações para o Mercosul apresentaram retração de 22% nos primeiros cinco meses de 2015 em relação a igual período de 2014. A variação negativa com países-membros foi de 22,6% para Argentina, 8,7%, para Paraguai, 8,3%, para Uruguai e 27,3% para Venezuela.
Alguns produtos da pauta mineira, contudo, mantiveram forte crescimento para os países do bloco no período. No caso das exportações para a Argentina, os segmentos que apresentaram maior dinamismo foram produtos químicos (178,9%), produtos têxteis (186,2%), calçados (47,5%) e produtos cerâmicos (21,2%).
Para o Paraguai, a variação positiva das vendas mineiras foram para os setores de móveis (385,5%), laticínios (328%), confecções (172,9%), brinquedos-jogos-artigos esportivos (127,5%) e máquinas e equipamentos mecânicos (116,9%).
O Uruguai avançou as compras no estado para os itens couros e peles (670,1%), café (469,6%), calçados (118,4%) e produtos metalúrgicos (110,6%). A Venezuela também apresentou destaque positivo para alguns setores: veículos e material de transporte (407,4%), produtos químicos (344,1%), produtos têxteis (125,4%) e milho (116,8%).
Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso, mesmo com menor dinamismo do comércio entre Minas Gerais e os países do Mercosul, os setores exportadores mineiros têm encontrado oportunidades de ampliação das receitas de exportação nos países do bloco.
foto 2
***
***
***
Em nota, bancada do PT na Câmara repudia manobra golpista do PSDB.



“Se o PSDB deseja voltar a governar o País, precisa, antes, vencer as eleições”, diz a nota assinada pelo líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC).
A bancada do PT na Câmara repudiou “veementemente”, por meio de nota divulgada nesta terça-feira (7), as manobras “golpistas” conduzidas pela oposição, em especial, pelo PSDB. “O partido tucano assumiu de vez, e sem qualquer pudor, a camisa do golpismo”, afirmam.
Os deputados petistas afirmam que o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, “abraçou” a tese do golpe de Estado e busca manobras, com o apoio da mídia, para reverter a derrota que sofreu nas urnas, em outubro do ano passado.
“Se o PSDB deseja voltar a governar o País, precisa, antes, vencer as eleições. O voto e a liberdade de escolha são valores imprescindíveis de um regime democrático e devem ser protegidos contra quaisquer tentações golpistas”, diz a nota.
O texto diz ainda que os tucanos demonstram “oportunismo” ao distorcer informações para tentar confundir a população e envolver setores da sociedade em suas “aventuras golpistas”.
“A única coisa que o PSDB ganhará ao levantar irresponsavelmente a bandeira do impeachment é deixar gravado na sua biografia, de forma indelével, a digital golpista que outrora pertenceu à famigerada União Democrática Nacional (UDN), partido cujo maior legado é ser o símbolo máximo do entreguismo e do golpismo na história política brasileira”, afirmam os petistas.
Leia a nota na íntegra:
“NOTA DA BANCADA DO PT.
A Bancada do PT na Câmara repudia veementemente as manobras flagrantemente golpistas conduzidas pela oposição, com o PSDB à frente. O partido tucano, que apenas na sigla inclui alguma referência ao ideário social-democrata, assumiu de vez, e sem qualquer pudor, a camisa do golpismo, sob liderança do seu presidente, o senador Aécio Neves, derrotado nas eleições de 2014.
A convenção do PSDB, no último domingo, constituiu-se num ato cujo principal objetivo foi incensar o ambiente golpista. O seu presidente demonstrou estar cada vez mais abraçado à tese do golpe de Estado, buscado por meio de manobras jurídicas e com o apoio de parcela expressiva da mídia comercial. Inconformado e inconsolável com a derrota que sofreu no ano passado, Aécio Neves dedica-se a devaneios golpistas desprovidos de qualquer alicerce na realidade. Essa posição, aliás, pode ser estendida a outros tucanos e a algumas vestais de partidos satélites que orbitam em tornam do ninho do PSDB.
Se o PSDB deseja voltar a governar o País, precisa, antes, vencer as eleições. O voto e a liberdade de escolha são valores imprescindíveis de um regime democrático e devem ser protegidos contra quaisquer tentações golpistas. O respeito à soberania popular foi uma conquista de toda a sociedade brasileira, que lutou e derrotou a ditadura instalada em 1964.
No Brasil tucano, entre 1995 e 2002,  a corrupção campeava, mas a mídia omitia, o Procurador-Geral engavetava, a Polícia Federal não tinha estrutura e, tampouco, independência para investigar. Tudo se transformava numa grande ação entre amigos. O PSDB, portanto, não tem autoridade para acusar o PT e a presidenta Dilma Rousseff.
Os tucanos mostram oportunismo ao distorcer informações para tentar confundir a população e envolver setores da sociedade em suas aventuras golpistas, sob o suposto amparo da lei. O caso do que se tem chamado de “pedaladas fiscais”, para ficar num único exemplo, não resiste à menor análise. Todos os procedimentos adotados pelo Governo Federal em 2014 estão de acordo com a lei. O próprio Tribunal de Contas da União (TCU) já aprovou tais procedimentos em exercícios anteriores, inclusive durante o governo FHC.
A única coisa que o PSDB ganhará ao levantar irresponsavelmente a bandeira do ‘’impeachment’’ é deixar gravado na sua biografia, de forma indelével, a digital golpista que outrora pertenceu à famigerada União Democrática Nacional (UDN), partido cujo maior legado é ser o símbolo máximo do entreguismo e do golpismo na história política brasileira.
Não aceitaremos qualquer tipo de golpe e, juntamente com a sociedade brasileira, estaremos vigilantes, atentos e mobilizados para frear quaisquer movimentos que tenham por objetivo interromper o mandato garantido pela população e pela Constituição Federal à presidenta Dilma Rousseff.
Brasília, 7 de julho de 2015
Deputado Sibá Machado – PT/AC
Líder da Bancada do PT na Câmara dos Deputados”
Foto e fonte: Agência PT de Notícias

***
***
***

Presidente da Fhemig garante funcionamento do Hospital Infantil João Paulo II.



Ao lado do diretor do Hospital Infantil João Paulo II, Luís Fernando de Carvalho, Nahas também anunciou autorização de concurso público para contratação de médicos.
O presidente da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Jorge Nahas, afirmou em coletiva, nesta terça-feira (7/7), que o Hospital Infantil João Paulo II não fechará o setor de urgência e emergência. Nahas afirmou que essa garantia foi dada pelo governador Fernando Pimentel. Na mesma entrevista, o presidente da Fhemig anunciou que a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) autorizou a realização de concurso público para a contratação de médicos.
Ao lado do diretor do Hospital Infantil João Paulo II (HIJPII), Luís Fernando Andrade de Carvalho, Nahas deu a entrevista para esclarecer as informações publicadas recentemente de que a unidade fecharia as portas no mês de agosto, possivelmente gerada pela aproximação da aposentadoria de outros servidores, que deixariam o quadro de pediatras com um déficit ainda maior.
Segundo Nahas, o hospital não corre o menor risco de fechamento, nem mesmo do setor de urgência e emergência. “O HIJPII permanece cumprindo a sua principal função que é do atendimento a crianças com doenças raras e complexas, além de continuar servindo de retaguarda das UPA’s e do Samu e das Unidades Básicas da Saúde das regiões Centro-Sul e Leste de Belo Horizonte. O que está havendo é uma dificuldade na prestação de atendimento à procura direta, aquela que chega ao hospital não referenciada e que, em sua imensa maioria, é composta por pacientes menos graves”, afirma.
O presidente da Fhemig explicou ainda que a dificuldade nesse tipo de atendimento foi gerada por diversas causas. Uma delas é a aposentadoria e a exoneração de 61 pediatras desde 2008. Vagas que não foram suficientemente ocupadas com a realização do último concurso, em 2013. Além disso, a falta de pediatras em todo o país também seria um importante fator.
Até o momento, o déficit de profissionais pediátricos vinha sendo suprido com algumas medidas emergenciais, como abertura do processo seletivo simplificado e plantões extras dos profissionais que já trabalham lá. “A medida funcionou bem durante um tempo, mas é um mecanismo que já está se esgotando. A grande dificuldade é que a Fhemig só pode contratar por meio de concurso público e processo seletivo simplificado, que é demorado. Esse processo está aberto desde fevereiro e não há nenhuma procura”, explica Nahas.
“Chegamos em um momento, que tivemos que fazer escolhas: ou fecharíamos leitos de internação ou reduziríamos o número de atendimentos do pronto-atendimento”, afirma o diretor do HIJPII.
Solução.
De acordo com o presidente da Fhemig, foram recebidas instruções, hoje, do secretário de Estado de Saúde e do próprio governador, Fernando Pimentel, afirmando que todas as medidas emergenciais necessárias serão tomadas pela Secretaria de Estado Saúde (SES-MG) e pelo gabinete do governador, entre elas a autorização de emergência de contratação de médicos mediante o contrato de autônomo. Além disso, ele afirmou ter contatado uma equipe de médicos que já vinha dando os plantões. “Acreditamos que essas medidas serão suficientes para não haver nenhuma interrupção da porta de entrada direta”, afirma.
Concurso.
O presidente Jorge Nahas aproveitou a oportunidade para anunciar a autorização da Seplag para a realização de um concurso público para médicos pediatras. “Com a autorização ficamos com uma cobertura legal maior para contratar profissionais autônomos e suprirmos as necessidades a curto prazo”, conclui.
Sobre o hospital.
O Hospital Infantil João Paulo II é o único hospital do SUS da Região Metropolitana de Belo Horizonte exclusivamente pediátrico. Tem a maior retaguarda de internação pediátrica do Estado de MG, com 157 leitos, sendo referência para todo o Estado na assistência a casos complexos. O hospital realiza em média:
  • 40 mil consultas por ano no setor de urgência e emergência;
  • 5 mil internações por ano (até 2009 realizava entre 8 e 9 mil internações), com média de permanência de 7,44 dias (até 2008 era entre 4 e 5 dias);
  • 23 mil consultas ambulatoriais especializadas nas linhas de cuidado de programas como Fibrose Cística, Doenças Neuromusculares, Alergia Alimentar, atenção integrada de pacientes gastrostomizados e de pacientes traqueostomizados, Autismo, Paralisia Cerebral, Síndrome Nefrótica, Diabetes, Mucopolissacaridose, entre outros. Atendimentos nas seguintes especialidades: endoscopia, gastroenterologia, broncoscopia, pneumologia, neurologia, nefrologia, cardiologia, endocrinologia, hematologia, reumatologia, dermatologia, psiquiatria e genética.
  • Acompanhamos em domicilio mais de 40 pacientes em ventilação mecânica invasiva e não invasiva e mais de 80 crianças com doença neuromusculares acompanhadas ambulatorialmente.

Nenhum comentário: