CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

sábado, 10 de outubro de 2015

PTMG - Frente Povo Sem Medo rechaça tentativas de impeachment.


Movimento reúne mais de 20 organizações sociais que condenam o avanço do conservadorismo e de manobras políticas em direção ao golpe.
O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, declarou, na quinta-feira (8), que a Frente Povo Sem Medo se opõe totalmente ao impeachment.
“Nós somos contra qualquer saída à direita e este impeachment, da forma como está sendo construído, é uma saída à direita”, criticou.
A Frente foi lançada oficialmente na quinta e é formada pela União Nacional de Estudantes (UNE), Central Única dos Trabalhadores (CUT), a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), entre outras organizações.
Ao todo, são 27 movimentos sociais, sindicais e partidos políticos, incluindo o PT e o PCdoB.
Em artigo publicado na quinta, Boulos questionou a legitimidade dos ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) para julgar as contas do exercício de 2014 do governo da presidenta Dilma Rousseff.
“Vários ministros estão sendo investigados e o relator das contas é investigado na Operação Zelotes”, informou. “As saídas que estão querendo construir, seja com o Michel Temer ou com o PSDB, são ruins para a classe trabalhadora”, avaliou.
Mobilização – A Frente Povo Sem Medo tem como proposta “contribuir para um novo ciclo de mobilizações sociais no País”, de acordo com o líder do MTST.
“No atual momento político e econômico que o País tem vivido, se torna urgente a necessidade de o povo intensificar a mobilização nas ruas, avenidas e praças contra esta ofensiva conservadora”, declara a Frente, em seu manifesto.
O movimento defende saídas para a crise econômica que não onerem a classe trabalhadora e se posiciona contra as terceirizações, a redução da maioridade penal, entre outras pautas de retirada de direitos já conquistados.
A Frente propõe a taxação de grandes fortunas, e a tramitação urgente das reformas tributária, agrária e a democratização das comunicações.
As primeiras manifestações da Frente estão marcadas para 8 de novembro, em várias cidades. Em São Paulo, a mobilização deve acontecer na Avenida Paulista.
A localidade é uma das preferidas por manifestantes de direita, que defendem o impeachment, o retorno da ditadura e contra as políticas sociais que melhoraram a vida dos brasileiros nos últimos 13 anos.
Foto: Paulo Pinto/ Agência PT
***
***
***

Abertas inscrições para o III Congresso da JPT/MG até dia 15/10.



A Secretaria Estadual de Juventude do PTMG divulgou nesta quinta, 8, as orientações para os participantes do III Congresso da JPT/MG, que será realizado dias 17 e 18 de outubro, na cidade de Mário Campos, RMBH.
Inscrição prévia obrigatória
A inscrição dos participantes é prévia e obrigatória. Ela deverá ser feita no e-mail: juventude@ptmg.org.br com cópia para agendamarzano@gmail.com, informando o nome, telefone, e-mail, cidade. A inscrição será confirmada pela Comissão Executiva JPTMG. Após atingir o limite de 200 (duzentos) inscritos, a comissão passará a considerar as inscrições por ordem de chegada. A Secretaria Estadual de Juventude não se responsabilizará pelos companheir@s que não fizerem inscrição prévia. As inscrições serão encerradas no dia 15/10, quinta feira, às 17:00hs.
Hospedagem e alimentação
A confirmação da inscrição garante que o participante tenha acesso à hospedagem e alimentação (café da manhã, almoço, café da tarde e jantar) durante os dois dias do Congresso.
Os participantes devem trazer roupa de banho, roupa de cama, colchonete e/ou barraca. Serão disponibilizadas 100 acomodações nos quartos do Hotel Fazenda Recanto Santo Agostinho, porém extrapolando o limite, os demais participantes serão alojados nas salas e/ou barracas de camping* (*para esta modalidade os participantes deverão trazer sua barraca).
Os quartos disponíveis comportam 100 pessoas. Desta forma, terão prioridade os companheiros e as companheiras do interior que, para tanto, serão encaminhados por ordem de chegada ao local do evento.
Não haverá transporte
A locomoção e deslocamento até o local do evento é de responsabilidade de cada participante. Não será disponibilizada nenhuma espécie de transporte, translado ou algo similar.
Após a barreira policial de Betim-MG teremos um companheiro (a) em um carro com a bandeira da JPT sinalizando a entrada correta.
Segue orientações para deslocamento da região metropolitana até o local do evento:
Recanto Santo Agostinho – Hotel Fazenda, Retiros e Convenções
Rua Diamantes, 400 – Caixa Postal 2204 – Mário Campos – Minas Gerais
CEP: 32470-000 – Ricardo Augusto – Tel: 31 3577-2227 – Cel: 31 9823-6542
*Para chegar no hotel utilizando o GPS, digite “ESTRADA DO CAPÃO” no endereço que é o antigo nome da Rua Diamantes. Atenção, pois em Mário Campos existe Rua Diamante e Rua Diamantes
Opções de Acesso:
Opção 1 = Ônibus. Qualquer opção/linha abaixo.
Ônibus 3782 (Mário Campos / BH)
Ônibus 3783 (Brumadinho / BH – Via BR 381)
Ônibus 3787 (Conceição Itaguá / BH)
Ônibus 3788 (Brumadinho / BH)
* O Ônibus passa no lado par da Av Amazonas após a praça Raul Soares sentido contagem.
* Preço da passagem = R$ 6,20.
* Tempo de percurso: aprox. 1h20m.
* Intervalo de ônibus: aprox. 40 em 40 minutos.
* Percurso do ônibus: vem de Mário Campos passando por toda av. Amazonas (lado ímpar até a praça Sete, entra a esquerda na Rua Espírito Santo, entra a esquerda na Santos Dumond passando em frente a Rodoviária e pegando a Av. Paraná, vira a direita Rua Tamoios e a esquerda Rio Grande do Sul, vira a direita na Amazonas voltando para Mário Campos. Ponto de parada em Mário Campos: 1º ponto após o Correio de Mário Campos (Rua Governador Magalhães Pinto esquina com Rua Diamantes que é a Rua do Recanto Santo Agostinho).
Opção 2 = Chegando em BH pelo Aeroporto da Pampulha.
* Pegar um táxi do aeroporto até o centro (Praça Raul Soares) de BH (aprox. R$ 25,00. Tempo de percurso = 20 minutos). Existem opções de ônibus que passam próximo ao aeroporto. A orientação para pegar o ônibus é: Qualquer um que passe na Praça Raul Soares.
* Em frente ao Colégio Santo Agostinho, 2 quarteirões da praça Raul Soares (Av. Amazonas – lado par) pegar o ônibus para Mário Campos (veja Opção 1).
* Caso opte em ir direto de táxi do Aeroporto da Pampulha ao Recanto Santo Agostinho, o valor será aprox. R$ 100,00 com tempo de percurso aprox. 1 hora.
Opção 3 = Chegando em BH pelo Aeroporto de Confins.
* Pegar um táxi no aeroporto até o centro (Praça Raul Soares) de BH (aprox. R$ 90,00. Tempo de percurso = 45 minutos).
* Outra possibilidade é no aeroporto pegar o ônibus executivo CONEXÃO AEROPORTO (aprox. R$ 20,00. Tempo de percurso = 50 minutos)
* Em frente ao Colégio Santo Agostinho, 2 quarteirões da praça Raul Soares (Av. Amazonas – lado par) pegar o ônibus para Mário Campos (veja Opção 1).
* Caso opte em ir direto de táxi do Aeroporto de Confins ao Recanto Santo Agostinho, o valor será aprox. R$ 180,00 com tempo de percurso aprox. 1h30min.
Dúvidas e informações poderão ser obtidas no e-mail: juventude@ptmg.org.br e pelo telefone:
31 – 31157627 – 31-92256473 – Lyvia Prais
Informação da Carta Circular 01/2015 da Comissão Executiva JPTMG
Belo Horizonte, 08 de outubro de 2015.

***
***
***

Servidores da Educação decidem se aceitam proposta do Governo na terça, 13.



Dia de negociação na ALMG, nesta quinta, 8, entre representantes da categoria, parlamentares e Governo.
Em greve desde o dia 27/9, analistas e técnicos da educação, sob coordenação do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), ocuparam na quarta e quinta, 7 e 8/10, o gabinete da presidência da Assembleia Legislativa. Eles reivindicam reajustes para os servidores administrativos das Superintendências Regionais de Ensino (SREs). Na manhã da quinta, 8, eles tiveram reunião de negociação com o presidente da ALMG, deputado Adalclever Lopes (PMDB), os deputados Rogério Correia e Ulysses Gomes, ambos do PT, e representantes da Secretaria de Estado de Educação.
Após um dia de negociação, o Governo de Minas apresentou duas propostas: reajuste de 16% escalonado em duas vezes iguais (2016 e 2017) para os técnicos da educação e de 5% para analistas educacionais (2016); E a criação de uma comissão de trabalho mista, para estudar a evolução das carreiras da categoria, composta por representantes do Sind-UTE e das Secretarias de Estado de Planejamento e Gestão e de Educação.  As propostas serão analisadas pelos servidores em assembleia geral, na próxima terça, 12, no Hall das Bandeiras da ALMG.
De acordo com a coordenadora-geral do Sind-UTE, Beatriz Cerqueira, após a assembleia de terça (13) será decidido se os profissionais das SREs, atualmente em greve, retomarão os trabalhos. Segundo ela, o compromisso do governo é de que não haja corte de salários nem suspensão dos profissionais grevistas, com a reposição dos dias paralisados a ser combinada posteriormente.
Foto: Lidyane Ponciano
Com informação da ALMG

Nenhum comentário: