CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

PTMG - Nobel de economia diz que há ‘pânico’ e excesso de pessimismo no Brasil.



O economista Paul Krugman acredita que em dois anos Brasil reconhecerá “exageros” e condiciona crescimento à salto na produtividade do país.
O prêmio Nobel de Economia 2008, Paul Krugman, disse que há pânico no Brasil na formulação e adoção de medidas econômicas como aumento na taxa de juros e corte de despesas.
As declarações do economista ocorreram durante palestra realizada nessa terça-feira (10), na HSM Expomanagement 2015 de São Paulo, mostra internacional que se propõe a apresentar as mais recentes ideias, tendências e conceitos mundias em gestão.
Para ele, o país tem dificuldades com a inflação e fiscais, mas nada tão extremo que justifique o pessimismo ou pressuponha uma “tragédia”.
Krugman acredita que o Brasil não está em uma situação tão grave e que há um equívoco no corte de investimentos. “Isso acontece não porque os formuladores de políticas são burros, é porque há pânico, exagero”, diagnosticou. Ele afirma que melhor seria aumentar as despesas temporariamente.
“O Brasil num futuro não muito distante, daqui a um ou dois anos, vai começar a ver uma grande reviravolta. Vai ser uma virada e vai parecer que o declínio da sua moeda era transitório”, previu Krugman, que acredita no fim da crise tão logo o índice de inflação dê sinais de regressão.
Para Krugman, falta ao Brasil dar um salto de produtividade do trabalho para poder alcançar um novo patamar de crescimento, padrão Coréia do Sul. Naquele país, o índice de produtividade por trabalhador é quase duas vezes e meio maior que o do Brasil.
Em uma comparação com o Canadá, Krugman destacou a diferença de reações econômicas naquele país e no Brasil. “No Canadá não houve esse pânico que houve aqui. O governo elevou algumas taxas, mas não elevou juros e até propõe aumentar as despesas para estimular as empresas a investirem em infraestrutura”, comparou.
Outra avaliação do Nobel é que a economia mundial está deprimida de forma persistente, o que deveria inviabilizar a alta de juros pelo banco central norte-americano, o Federal Reserve. Isso vai provocar, segundo ele, uma pressão adicional pela valorização do dólar em relação às moedas emergentes e aos preços das commodities.
Agenda pós-ajuste – No fim de semana, a Agência PT de Notícias publicou reportagem em que o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplica (Ipea), Jessé de Souza, destaca o item produtividade como um dos focos centrais da nova agenda econômica pós-ajuste fiscal.
Ou seja, os formuladores de políticas ligados ao governo (o Ipea é vinculado ao Ministério do Planejamento) já têm o diagnóstico do problema apontado por Krugman. A agenda está sendo elaborada para ajudar o governo a buscar alternativas para retomar o crescimento da economia a partir do próximo ano.
***
***
***
Repatriação é aprovada pela Câmara e garante mais uma vitória ao governo Dilma.



O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 230 votos a 213 e 7 abstenções, o substitutivo do deputado Manoel Junior (PMDB-PB) para o Projeto de Lei 2.960/15, do Executivo, que cria um regime especial de regularização de recursos mantidos no exterior sem conhecimento do Fisco, fixando um tributo único para sua legalização perante a Receita Federal. A medida é direcionada aos recursos obtidos de forma lícita.
De acordo com o substitutivo do relator, poderão aderir ao regime as pessoas físicas ou jurídicas residentes ou domiciliadas no Brasil que são ou tenham sido proprietários desses recursos ou bens em períodos anteriores a 31 de dezembro de 2014.
Para regularizar os recursos trazidos de volta ao país, o interessado deverá pagar Imposto de Renda e multa sobre o valor do ativo, totalizando 30% do valor declarado. A regularização importará anistia para os crimes de sonegação fiscal e evasão de divisas, desde que não haja decisão final da Justiça contra o declarante.
“Aprovamos o PL da repatriação de recursos lícitos externos para o Brasil! Grande vitória do nosso governo!”, disse o líder do governo na Câmara, José Guimarães, pelo Twitter.
***
***
***
“Rolezinho” vai reunir apoiadores em solidariedade a Patrus Ananias.



Cidadãos, cidadãs e apoiadores de diversos partidos vão se reunir no próximo domingo, 15, a partir das 13h, para manifestar solidariedade a Patrus Ananias no “Rolezinho com Patrus”, no Bar do Orlando, em Santa Teresa.
Depois que o ex-prefeito de BH e ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, o Secretário Adjunto estadual de Educação, Carlão Pereira, e familiares, foram constrangidos por um grupo que criminalizou o PT e seus filiados, num bar na Capital mineira, no último domingo,8, apoiadores, militantes de diversos movimentos e partidos farão o “Rolezinho” em apoio a Patrus, no domingo, 15.
Patrus publicou em seu perfil nas redes resposta a esses grupos afirmando “Este não vai ser o país do ódio. Ninguém vai nos tirar das ruas de Belo Horizonte.” 
O PTMG divulgou nota em apoio a Patrus e Carlão Pereira e orientou os filiados a não aceitar tais provocações, registrando em foto, vídeo e boletim de ocorrência policial quaisquer tipo de constrangimentos moral ou ilegal que venham a sofrer por parte de grupos que disseminam o ódio e a intolerância contra o partido e seus filiados.
Patrus recebeu diversas manifestações de apoio e solidariedade e afirmou: Este não vai ser o país do ódio generalizado, no qual alguém se acha no direito de impedir um cidadão de sair às ruas por discordar de um partido ou de uma posição política. Já vencemos a ditadura uma vez e iremos vencer qualquer resquício ditatorial quantas vezes mais for preciso.”
Patrus Ananias postou seu agradecimento e sobre o encontro no próximo domingo, “Rolezinho com Patrus”: “Não vamos sair das avenidas de BH, dos bares de BH, dos cinemas de BH, dos parques, das escolas, das praças. Dos teatros, das livrarias, dos restaurantes. Não vamos, em hipótese alguma, sair das ruas. É por isso que recebo com carinho essa manifestação bonita, que é um convite ao encontro e ao diálogo. Um convite a estar nas ruas no domingo de tarde, retomando este lado de Belo Horizonte que historicamente é marcado por uma tradição de alegria, de muita conversa boa e de convivência respeitosa, mesmo nas divergências.”
O “Rolezinho com Patrus” será no domingo, dia 15, as 13h, no Bar do Orlando, no bairro Santa Teresa . O evento é coletivo e foi criado por apoiadores com o lembrete: “traga o seu isoporzinho e sua alegria e venha tomar uma cerveja em apoio ao Patrus” #euvou
Participe!
Assessoria de Comunicação do PTMG
***
***
***
Mídia acuada: Dilma sanciona lei que regulamenta o direito de resposta.



Projeto estabelece que o direito de resposta é gratuito, poderá ser requerido em até 60 dias após a veiculação, deverá ter destaque na mesma dimensão da matéria que agrediu ou acusou o ofendido, em qualquer veículo de comunicação.
A presidenta Dilma Rousseff sancionou o projeto de lei aprovado no Congresso Nacional que regulamenta o direito de resposta. O projeto estabelece que o direito de resposta é gratuito, poderá ser requerido em até 60 dias após a veiculação, deverá ter destaque na mesma dimensão da matéria que agrediu ou acusou o ofendido, em qualquer veículo de comunicação.
O texto sancionado foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (12). A presidenta vetou um trecho do projeto aprovado pelo Congresso. A parte vetada previa que o ofendido poderia “dar a resposta ou fazer a retificação pessoalmente” no veículo responsável pela agressão.
Para Dilma, “ao não definir critérios para a participação pessoal do ofendido, o dispositivo poderia desvirtuar o exercício do direito de resposta ou retificação”.
O direito de resposta poderá ser solicitado quando houver “conteúdo que atente, ainda que por equívoco de informação, contra a honra, a intimidade, a reputação, o conceito, o nome, a marca ou a imagem de pessoas ou empresas identificadas ou passíveis de identificação”.
O autor do projeto, senador Roberto Requião (PMDB), havia cobrado, ainda na última semana, que a presidenta Dilma sancionasse o texto com agilidade.
Fonte e imagem: Agência PT de Notícias
***
***
***
1° Colóquio sobre Segurança Pública.


Um novo modelo de Segurança Pública para o Brasil de mais mudanças.
O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores, a Fundação Perseu Abramo, a Fundação Friedrich Ebert Stiftung e o Instituto Lula promovem o 1° Colóquio sobre Segurança Pública: Um novo modelo de Segurança Pública para o Brasil de mais mudanças, que será realizado em Belo Horizonte, Minas Gerais, nos dias 3 e 4 de dezembro, no Hotel San Diego, localizado na Avenida Alvares Cabral, 1181, Bairro Lourdes.
O evento se propõe a aprofundar a discussão acerca das necessárias mudanças no modelo de segurança pública até hoje vigente no país, aprofundando, especialmente, na busca das causas da violência e das altas taxas de criminalidade ligadas intrinsecamente ao modo de ser e agir das corporações policiais.
Não por outro motivo, temas como ciclo completo, carreira única com a democratização do acesso aos postos de comando, fim do improdutivo inquérito policial e mesmo a exata compreensão dos meandros da inteligência policial são pontos, dentre outros, que serão abordados no colóquio.
Por se tratar de um evento nacional, as vagas serão limitadas. Portanto, faça agora sua inscrição online através do link abaixo:

Confira ainda a programação completa
Dia: 03/12
08h00 – Credenciamento
09h00 – Abertura oficial
10h00 – 1° mesa
Tema: Reflexões sobre o inquérito policial e a modernização da investigação policial no Brasil.
Conferencista: Michel Misse – Doutor em Sociologia – Professor da UFRJ e Diretor do Núcleo de Estudos em Cidadania, Conflito e Violência Urbana (NECVU) da UFRJ
Mediadores:
  • Luís Antônio Boudens – Vice-Presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF)
  • José Robalinho Cavalcanti – Presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR)
  • Guaracy Mingardi é mestre em Ciência Política pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e doutor pela Universidade de São Paulo (USP).
14h00 – 2° mesa
Tema: O modelo policial brasileiro e o Ciclo Completo.
Conferencista: Ricardo Brisolla Balestreri – Licenciado em História, especialista em Psicopedagogia Clínica e em Terapia de Família. Exerceu o cargo de secretário nacional de segurança pública no Ministério da Justiça. Atuou como especialista contratado pelo Programa da Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), no Grupo de Arquitetura do Sistema Único de Segurança Pública (Susp/Senasp). Participou, como Consultor Independente, do Núcleo de Acompanhamento da Execução do Programa Nacional de Direitos Humanos. Presidiu a Anistia Internacional – Seção Brasileira.
Mediadores:
  • PMSC Marlon Jorge Teza – Presidente da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME)
  • Representante da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP)
16:45  – 3° mesa
Tema: Desmilitarização das polícias brasileiras.
Mesa Redonda:
  • Luiz Eduardo Soares – Doutor em Ciência Política – Professor da UERJ
  • Jacqueline Sinhoretto – Doutora em Sociologia – Professora da UFSCar
  • Vanderlei Ribeiro – Presidente da Associação de Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro (ASPRA/RJ)
  • Alberto Kopittke – Advogado e Mestrando em Ciências Criminais na PUC/RS – Ex-Secretário de Segurança Pública e Cidadania em Canoas/RS – Vereador por Porto Alegre/RS
Dia: 04/12
09h00 – 1° mesa
Tema: Modernização do Sistema Prisional.
Mesa Redonda:
  • Ludmila Mendonça Lopes Ribeiro – Doutora em Sociologia – Professora do UFMG e pesquisadora do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública (CRISP)
  • Camila Caldeira Nunes Dias – Doutora em Sociologia – Professora da UFABC e pesquisadora colaboradora do Núcleo de Estudos da Violência (NEV) da USP.
  • Durval Angelo de Andrade – Deputado Estadual/PTMG
11h00 –  2° mesa
Tema: A Atividade de Inteligência no Combate à corrupção.
Mesa Redonda:
  • Vladimir de Paula Brito – Doutor em Ciência da Informação – Agente de Polícia Federal
  • Gilson Libório de Oliveira Mendes
  • Priscila Carlos Brandão – Pós-Doutora em Ciências Sociais – Professora da UFMG e Coordenadora do Centro de Estudos de Inteligência Governamental da UFMG
  • Reginaldo Lopes – Deputado Federal PT/MG
14h30 – 3° mesa
Tema: Reforma da Carreira Policial no Brasil.
Conferencista: Letícia Godinho de Souza – Pesquisadora em Ciência e Tecnologia da Fundação João Pinheiro; Docente e Diretora Geral da Escola de Governo da FJP.
Mediadores:
  • Christian Ribeiro Guimarães – Vice-Presidente do Sindicato dos Policiais Federais no Estado de Minas Gerais (SINPEF/MG)
  • Pedro da Silva Cavalcanti – Presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FENAPRF)
  • Elisandro Lotin de Souza – Presidente da Associação Nacional de Praças Entidades Representativas de Praças Policiais e Bombeiros Militares Estaduais (Anaspra)
16h30 – 4° mesa
Tema: Reforma Policial na América Latina.
Mesa Redonda:
  • Marcelo Fabián Saín – Mestre em Ciências Sociais com especialização em Ciências Políticas pela FLACSO, Doutor em Ciências Sociais pela UNICAMP
  • Jacqueline de Oliveira Muniz – Pós-doutora em Estudos Estratégicos e Doutora em Ciência Política – Professora da Faculdade de Direito da UFF

Nenhum comentário: