CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

A tentativa de derrubada do símbolo.

lula

Por Mú Adriano

Estamos presenciando um momento ímpar na história da vida republicana, por um lado à consolidação do estado democrático de Direito, o qual exige que as instituições funcionem de forma harmônica e independente. Sendo assim uma investigação das proporções da operação lava jato, não pode ser desconsiderada e desacreditada porque atingiu esse ou aquele partido.
No entanto essa mesma operação vem abusando de suas prerrogativas e o que é pior, faz um jogo combinado com a grande imprensa brasileira que tem dois objetivos: 1º atingir o governo federal e envolvê-lo em um mar de lama, receita primeira para deixar o país ingovernável. Não é a primeira vez que isso acontece no país, foi assim no segundo mandato de Getúlio Vargas, o mesmo se repetiu no governo JK e o mais trágico de todos no curto governo João Goulart, essas matérias repetidas a exaustão deram base para o golpe militar de 64, 2º tem como objetivo atingir e acabar com a imagem de Lula, mira no homem para derrubar o símbolo.
Lula não é apenas o presidente que obteve a maior popularidade, não é apenas o primeiro operário a ser presidente da república. Só por isso já seria motivo de simbologia suficiente para derrubar esse mito. Mas esse tal de Lula era a expressão consagrada do que tinha para dar errado, nordestino retirante, estava certo que iria ser torneiro mecânico até sua aposentadoria, mas quis a vida e a luta popular que ele se transformasse no maior líder da história recente do país.
Se acaso a historia de Lula tivesse uma trajetória diferente, que veio do interior do país lutou muito para estudar e se transformou em um grande acadêmico ou até mesmo porque montou um pequeno negócio e com sorte conseguiu prosperar, talvez a nossa elite nacional o respeitasse porque isso de certa forma valorizaria a tal da meritocracia, que se esforçando, trabalhando duro é possível realizar todos os seus objetivos.
O caminho traçado por lula foi uma ideia maior, a ideia de que a luta por um Brasil mais justo é necessário e possível. Uma forte convicção que o cidadão comum também é sujeito transformador da sua história. E a mais perigosa e radical ideia, que o Estado Brasileiro precisa tratar os diferentes de forma diferente, isso parece ser uma grande redundância, mas, no entanto, nunca as camadas de baixo os mais pobres tiveram a petulância e audácia de sonhar com uma vida melhor, possibilidade de acender economicamente, cursar uma universidade, inverter a lógica de que “nasceu pobre será sempre pobre”.
A elite brasileira não suporta essa ideia, um homem fadado a ser mais um Luís como tantos outros que existem nesse país, desafiou o sistema político brasileiro, que existe e se reproduz para manter uma espécie de casta, dos quais só os que já nascem em determinadas famílias estão fadados ao sucesso.
As investigações que tentam atingir Lula, evidentemente tem o interesse de abalar sua imagem com olhar para as eleições de 2018, mas seria um erro parar por aí, o que buscam a todo custo é encerrar de uma vez por todas as possibilidades de se criar no senso comum do brasileiro, que a política não é para poucos, onde o sujeito humilde pode fazer a diferença, isso de fato é o que querem derrubar.
Precisam atingir o homem, para derrubar o símbolo. O símbolo do Brasil esquecido, o Brasil que escolheu a luta popular ao invés do “berço de ouro”, o Brasil que ousou desalojar a elite nacional mesmo que temporariamente do governo. São essas as razões para a busca desenfreada de incriminar e achar uma forma de acabar com toda simbologia que cerca esse Luís que era para ser mais um metalúrgico entre tantos outros que existem no ABC paulista e se transformou no símbolo de que de fato lutar muda a vida!
*

Nenhum comentário: