CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Conheça a Polícia Política Antipetista (PPA)

ppa

No âmbito da narrativa sobre ditadura que se abateu sobre o Brasil (um regime paralelo ao poder oficial que é, de fato, o que controla o país), há que reservar um capítulo para o órgão que executa a repressão.
Todos os regimes ditatoriais requerem uma polícia política destinada a perseguir e “anular” os que possam incomodar os ditadores. De acordo com o nível de truculência de cada ditadura, sua polícia política promove essa anulação através da violência física.
A violência física é uma característica das ditaduras e é usada em diversos graus de contundência.
Algumas ditaduras não têm alternativa à violência física escancarada, com torturas e até assassinatos. Essas ditaduras são aquelas que se instalam à revelia de governos populares.
No Brasil já tivemos vários regimes dessa natureza, mas é a primeira vez que experimentamos um novo tipo de ditadura, a ditadura extra-oficial que governa sem estar no poder através do controle dos órgãos de Estado.
O fato é que todos os governos petistas desde 2003 foram fracos desde o primeiro momento. O primeiro governo Lula assumiu sob concessão da direita. Sem a “carta aos brasileiros”, muitos acreditam que a direita nem deixaria esse governo tomar posse.
Desde o primeiro dia os governos petistas estiveram sob lupa e sob avaliação constante. Tiveram que fazer profissões de fé no respeito à propriedade privada e aos ganhos do rentismo, ou não assumiriam.
Lula ou Dilma não teriam força para montar um aparelhamento dos órgãos de controle e do STF como fizeram seus antecessores. Seria imaginável a direita aceitar que Lula colocasse um “engavetador” na Procuradoria Geral da República.
Apesar da altíssima popularidade dos governos do PT entre 2003 e 2013, esses governos não tinham força para fazer e acontecer como um governo Fernando Henrique Cardoso, por exemplo, que dispunha de apoio da mídia até nos momentos das suas grandes barbeiragem, como na maxidesvalorização do real, em 1999.
Blindado contra investigações de corrupção, apoiado pela mídia, agraciado por maioria em um Congresso ameaçado por essa mesma mídia de ser demonizado caso não se rendesse ao governo federal, FHC conseguiu a proeza de quebrar e saquear o país sem jamais ter sido investigado por nada.
Com o PT, a fórmula para explorar sua fragilidade foi usar os órgãos de controle, que passaram a ter liberdade total sob o petismo, para formação de uma política política cujo único propósito é investigar e prender petistas por crimes verdadeiros ou forjados pelo governo paralelo.
Este Blog divulgará nos próximos dias informações sobre as entranhas desse monstro que passo a chamar de PPA (Polícia Política Antipetista). O que você lerá a seguir não é especulação, é fato. Foi revelado a este Blog como funciona a PPA.
Essa polícia política é formada, basicamente, por setores do Ministério Público que hoje o controlam, por setores da Polícia Federal que hoje a controlam, por setores do Judiciário que hoje o controlam, por partidos de oposição assumidos ou enrustidos e, por último e mais importante, por um grupelho de impérios de mídia.
A Operação Lava Jato é o coração e os pulmões da PPA, a polícia política da ditadura informal que hoje governa informalmente o país no lugar de Dilma Rousseff, manietada pelo Legislativo, pelo Judiciário etc.
Funciona assim: toda semana a Lava Jato envia aos principais impérios de mídia do país informações sobre seus próximos passos. Os “releases” de Sergio Moro e companhia sobre seus próximos alvos chegam às redações com uma semana de antecedência, na pior das hipóteses.
Muitas vezes, porém, os relatórios da Lava Jato para a mídia são passados em reuniões periódicas que apontam quais alvos do “petismo” e do governo federal serão fustigados ao longo de períodos maiores.
Moro ou seus prepostos mantêm reuniões frequentes com os grandes grupos de mídia e juntos planejam campanhas de difamação contra petistas e contra o governo federal. E, claro, estratégias para enfraquecer Lula.
Não estou supondo, não estou especulando, estou apenas comunicando ao país que existe uma Polícia Política Antipetistas controlada pela Lava Jato e que, como diz o nome, só existe por que o PT está no poder.
A PPA – ou a Lava Jato – não visa combater a corrupção coisa nenhuma; visa combater a corrupção que possa existir no PT ou em governos do PT de qualquer nível (Federal, Estadual ou municipal). E, caso não se ache nada desabonador, a PPA inventa.
Nos próximos dias, o Blog apresentará uma prova do que está afirmando. Aguardem.
*

Nenhum comentário: