CEZAR CANDUCHO

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Promotor da Veja prepara armadilha para Lula durante depoimento.

depoimento capa


O Blog recebeu uma denúncia séria de que o governo do Estado de São Paulo estaria preparando uma armadilha para Lula e seus apoiadores durante depoimento do ex-presidente e sua mulher no Fórum Criminal da Barra Funda, no dia 17, às 10 horas da manhã.
Em primeiro lugar, vale lembrar que a ida de Lula e de sua mulher àquele depoimento é produto de uma armação que o Ministério Público de São Paulo está levando a cabo.
Antes de prosseguir, vale lembrar que estamos falando do mesmo MP que recebeu da Suíça provas contra tucanos e as esqueceu em uma gaveta até que as autoridades suíças cobrassem as brasileiras, no âmbito do escândalo do superfaturamento de trens do metrô e da CPTM.
Também vale lembrar que promotor do MP-SP que está atacando Lula e sua esposa, o tal Cassio Conserino, preparou o show do dia 17 de fevereiro indo à revista Veja antes de sequer tomar uma medida administrativa, o que, de acordo com o jurista Luiz Moreira, ex-conselheiro nacional do Ministério Público, é uma grave infração funcional.
Todos sabem, pois, que o Ministério Público de São Paulo vem sendo aparelhado pelo PSDB desde que o partido se apossou do governo do Estado em 1994 e nunca mais saiu.
Ao longo dos últimos 20 anos, o PSDB aparelhou o Judiciário e o MP paulistas de forma que partido, governo do Estado, Ministério Público, Justiça estadual, polícia militar e polícia civil se tornassem uma coisa só.
Esse poderoso aparato político está sendo usado descaradamente contra os adversários do PSDB, sobretudo contra Lula.
É nesse contexto que, a partir deste ponto, o Blog passa a relatar denúncia que recebeu na semana que finda. Um leitor procurou está página relatando que é prestador de serviços de informática e fazia seu trabalho em um órgão da administração pública paulista e presenciou conversa entre alguém que se dizia “desembargador” e um “militar”.
A pessoa que fez esse relato tem muito medo de represálias, de modo que pediu o mínimo de detalhes sobre si e sobre a circunstância em que presenciou essa conversa preocupante. Pediu que fosse priorizada a denúncia em si, ou seja, o que estaria sendo armado “pelo governo Alckmin” durante o depoimento de Lula.
Antes de prosseguir, vale analisar matéria da Folha de São Paulo deste sábado sobre a “guerra de torcidas” que está sendo aguardada para dia 17 diante do Fórum Criminal da Barra Funda.
depoimento
Como se vê, o clima, por si só, deve esquentar. O promotor tucano já deu a senha. Como uma das maiores autoridades no Local, poderá controlar a PM a seu bel prazer.
Vale explicar que os policiais que atuam no interior daquele Fórum Criminal estão sob ordens expressas das autoridades judiciárias. E como todos sabemos da postura do Judiciário e do MP paulistas em relação ao PT, a denúncia que foi passada a este blogueiro faz todo o sentido.
O depoimento de Lula terá início às 10 horas da manhã. É evidente que para acompanhar esse depoimento os grupos antipetistas e os que irão apoiar o ex-presidente irão se posicionar antes desse horário. E é aí que estaria sendo preparada armação.
Segundo o denunciante que procurou o Blog, sob ordem das autoridades do Fórum, a PM tentará arrumar uma desculpa para impedir a entrada dos grupos pró-Lula no local, dando total acesso aos grupos antipetistas.
Se não for possível, a PM tratará de atacar e dispersar os grupos de poio a Lula acusando-os de algum excesso que poderá ser cometido por gente do outro lado e atribuído aos petistas.
Uma coisa é certa: a direita aposta muito nesse confronto do dia 17 para levar ao Jornal Nacional cenas que humilhem o ex-presidente Lula e criminalizem seus apoiadores.
Outro ponto importante da armação do dia 17 contra Lula e seus apoiadores será tentar dispersá-los para que apareçam em ampla inferioridade numérica ante os fascistas dos movimentos supracitados.
Nesse aspecto, os grupos antipetistas, que todos sabem que são endinheirados, pretenderiam, segundo a denúncia, contratar “seguranças particulares” para intimidar e até agredir manifestantes pró Lula ANTES de chegarem ao local das manifestações.
Os movimentos e partidos que pretendem apoiar Lula, portanto, devem chegar MUITO cedo ao Fórum da Barra Funda porque, se bobearem, serão impedidos de entrar. Além disso, devem andar em grupos grandes.
Se você for ao protesto, combine com amigos local de encontro próximo ao Fórum e vá em grupo. Se não for possível, não deixe que vejam bandeiras, camisetas, nada que o “denuncie”, pois haverá blitz dos fascistas nas redondezas visando agredir quem usar camisas vermelhas ou portar símbolos que liguem a pessoa ao apoio a Lula.
A pessoa que fez essa denúncia parece mesmo convencida de que a PM atuará de forma escancarada para tomar partido dos movimentos anti Lula. E que a mídia (Globo à frente) estará em busca de cenas que criminalizem e reduzam os apoiadores de Lula.
Esses atos do dia 17 na Barra Funda prometem ser um marco na ofensiva fascista que se abateu sobre o país. A direita está apostando alto. Não subestimem essa gente. Esses grupos antipetistas, além de serem ricos, têm a polícia, o Judiciário e o MP paulistas ao seu lado.
*

Nenhum comentário: