CEZAR CANDUCHO

quinta-feira, 24 de março de 2016

Globo aposta no golpe, envenena a sociedade, não quer ser alvo de inimigos e o Bonner estranha...

BONNER E HOMER: OS NOMES NÃO TEM APENAS O MESMO SOM FONÉTICO, MAS TAMBÉM RIMAM! 


Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


As *Organizações(?) Globo não tem adversários. De forma alguma. É vero. O oligopólio dos coronéis midiáticos tem, na realidade, inimigos. Fato verdadeiro. Contudo, o cartel midiático não quer ser alvo de protestos e manifestações de milhões de brasileiros, que detestam tal Vênus Platinada, sendo que incontáveis cidadãos, na verdade, odeiam o que a Globo é e representa como inimiga dos interesses do Brasil.

A Globo mente, manipula e distorce a notícia — a informação. Tais *Organizações(?) fomentam o golpe, o incrementam, contra presidentes trabalhistas desde 1930, evidentemente a ter O Globo como seu pitbull adestrado para fazer o brasileiro se sentir morador do pior dos lugares, o Brasil, bem como sua autoestima ficar mais baixa do que umbigo de cobra.

Para impor sua agenda aos governos e ao País, as empresas dos Marinho “escondem” o que de bom acontece no Brasil, porque, como dizia o velho Roberto Marinho, o poder do Globo (o magnata bilionário sempre se reportava ao jornal mesmo quando se tratava da tevê) não está no que o jornal mostra, mas, sobretudo, no que não mostra. Nada mais maquiavélico. Conspiração e golpe.

O William Bonner, na edição de sábado passado, leu nota, quase a lamentar, pois só faltou choramingar, em que participou ao público que a Globo não faz grampos e por isto não poderia, digamos, ser alvo de protestos e manifestações, ou seja, de milhões de pessoas que discordam solenemente da postura e conduta golpista da Globo. Ué, todo mundo sabe que essa empresa golpista não grava as pessoas como se fosse polícia a mando de juiz, até porque só o que faltava acontecer. "Creio eu”... Porém, não é prudente pôr a mão no fogo.

Todo mundo compreende e sabe, até mesmo os coxinhas que compactuam com o jornalismo golpista e de esgoto da Globo, que tal indústria midiática de moer reputações, corações e almas de seus adversários e inimigos há muito tempo é useira e vezeira em combater os interesses econômicos e financeiros do Brasil, bem como luta, diuturnamente, para que o povo brasileiro não se emancipe plenamente. As Organizações(?) Globo odeiam a democracia. Sua genealogia e essência são autoritárias.

A Globo só faz política, indevidamente, porque se trata do maior e mais poderoso partido de direita deste País, sem o qual a oposição demotucana não sobreviveria. Seu jornalismo mequetrefe e enviesado, sistematicamente, sonega as informações sobre as conquistas do povo e as ações pró-ativas do Governo Trabalhista em todos esses anos. A Rede Globo fomenta o golpe e, cínica e hipócrita, não quer ser alvo de seus inimigos, como se nada tivesse acontecido no quartel de Abrantes. A Globo só quer bater, mas não quer tomar porrada.

Seus empregados e patrões não acreditam no ditado que Pau que bate em Chico bate também em Francisco. Eles querem “ficar de boa”, a olharem para o alto, pôr as mãos para trás e assoviar, com caras de paisagens, como se não tivessem quaisquer culpas no que concerne à gigantesca crise política e institucional, que ninguém sabe como vai terminar. Durma-se com um barulho desses.

Todo mundo sabe, inclusive os recém-nascidos, os marcianos verdinhos, os moribundos, os mortos, o Mickey, o Pateta e o Pluto, além dos coxinhas, que as *Organizações(?) Globo manipulam as informações e as editam conforme seus interesses e de acordo com as ordens dos irmãos Marinho, a capitaneá-las o feitor Ali Kamel, que dá ordens a seus monstrinhos (jornalistas) criados em suas redações, similares ao Instituto Butantan, que também cria serpentes para fins medicinais, com o propósito de salvar as vidas de vítimas picadas por víboras de venenos mortais.

Como se percebe, esses seres rastejantes, que são rejeitados, injustamente, pelas pessoas tem utilidade e serventia, mesmo quando ferem alguém, além de cooperarem com os diferentes ecossistemas, porque não permitem, por exemplo, que roedores e outras espécies se reproduzam de forma que possam causar prejuízos às outras espécies. Uma questão de EQUILÍBRIO da natureza!

Por sua vez, percebe-se que a Globo e seus monstrinhos amestrados não sabem o que significa isto. Contudo, eu tenho paciência para explicar. EQUILÍBRIO, como bem ensinam as cobras, as serpentes e as víboras, que são animais diferentes, no jornalismo é ouvir os dois lados, favorecer o contraditório, respeitar a integridade moral dos atores da história, não editar declarações e gravações e muito menos mentir, porque mentir para o público, a milhões de pessoas é crime, sim. Ainda mais quando empresários bilionários fazem política, a fim de impor suas agendas ao País para concretizar seus interesses, sejam eles quais forem. Ponto!

Como se percebe, volto a repetir, as serpentes são mais úteis que a Globo, que, na verdade, não serve para nada, a não ser causar enormes prejuízos às empresas públicas do País, juntamente com o sistema judiciário predador, que prendeu empresários poderosos, mas não tiveram o cuidado de preservar as empresas de construção, que são portadoras de enorme conhecimento científico e tecnológico, tal qual a Petrobras, que desde 1953 sofre nas mãos dos Marinho com campanhas negativas, antinacionalistas e entreguistas.

É isto. E o William Bonner e a Renata Vasconcellos não concordam, de forma tão "ingênua" quase "meiga", com o fato de a Globo não ser merecedora de ter inimigos e, consequentemente, ser alvo de protestos, que vão, evidentemente, ficar cada vez maiores e, quiçá, violentos, afinal a Globo, seus donos e monstrinhos de redações sabem o que assevero, afinal basta ir à internet e ver as fotos de 1954 da redação do jornal O Globo, que foi empastelada, e de sua viaturas que foram tombadas e inapelavelmente destruídas por causa da morte de Getúlio Vargas.

Porém o Bonner considera injusto a Globo ser objeto de protestos, afrontas, palavrões, arremessos de objetos, bem como seus repórteres não podem se aproximar das multidões ou grupos de pessoas que discordam do golpe de estado apoiado pelas *Organizações(?) Globo. Nada é mais a cara do golpe do que a Globo, e, se Dilma cair ou Lula for preso, a Globo vai ser alvo de protestos veementes e consistentes, porque a mobilização contra os golpistas vai ser enorme. A Globo abriu a caixa de Pandora e os fascistas estão à solta e a ameaçar os cidadãos, inclusive o ministro do STF, Teori Zavascki.

A "Vênus" possui o veneno destrutivo das serpentes e das víboras, só que o dela, ao contrário desses animais, não serve para fazer antídoto para salvar vidas. Seu veneno pestilento serve, sim, para atrasar o desenvolvimento do País, baixar a autoestima do povo e apostar no retrocesso institucional e constitucional. O veneno da Globo é antinacional e antidemocrático. Globo aposta no golpe, envenena a sociedade, não quer ser alvo de inimigos e o William Bonner estranha, como que a se sentir (fingir) surpreso. Globo Golpista! É isso aí.

*Organizações(?): que nome estranho... 

Nenhum comentário: