CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

quinta-feira, 3 de março de 2016

O FIM DO CAMINHO.


Por Renato Uchôa (Educador)

Por Ana Paula Romão (Educadora)

Que fique o registro para a história da verdade. Ou a de trancoso, nas mesas dos botequins. Eduardo Cunha, que implantou e preside um Bordel de Negócio da Intolerância, na conjuntura atual de ódio e preconceito, pode e deve se tornar um “herói” pelo avesso. Dizem as más línguas, que ao nascer roubou o pente do enfermeiro, e no lance o espelho de bolso. A pulseira de ouro da parteira ninguém viu, sumiu do braço por um milagre. Chorou. Lágrimas de crocodilo para tirar a atenção. Bote aplicado, um sorriso no canto da boca. Menino sabido! Olha ele rindo! Lambeu meu braço. Pulseira debaixo da língua. Nasceu predestinado, um rastro de bandalheira e bagaceira pelo caminho. Na delação premiada, aperfeiçoada com a componente da tortura psicológica, para arrancar cada ponta da estrela do PT. Criada pelo juiz Moro, da República Corrupta do Paraná, o meliante leva 2% na cantada, no pio do aperto sem dó. Nos pacotes de dólares desviados, que enchem os paneiros, surrões, jacás abarrotados, antes utilizados no transporte de rapaduras e armazenamentos de alimentos para o trabalhador enfrentar as tempestades de fome e sede, principalmente no Nordeste lindo que o Pai Santo diz que nos deu. Os paióis agora são os bancos suíços. A burra perdeu a serventia. Aperto no osso da moleira, na entrega até da mãe. Cunha poderá ficar com os 20 milhões nas contas da Suíça e os Templos que vendem terrenos no Céu. Cunha nada de costas em uma lagoa pinhada de jacarés, chupando um dindim, com o dedo no WhatsApp. Dá vários beliscões em azulejos. Quando acuado. As paredes da Câmara dos Deputados, alguns afirmam, têm ponta de unha por todos os lados. Nós conhecemos vários pastores evangélicos de postura ilibada, trabalhos importantes no desvio dos jovens para longe de uma vida de crimes. Têm o nosso respeito. Cunha pode e deve entregar mais de 200 suspeitos de picaretagens. Isso sim, é o Lava Jato dos Ratos, diferente do Paraná. Estão assinando por lá a destruição das conquistas do povo brasileiro no Balcão de Negócios escusos. Trambiqueiros, maloqueiros, trombadinhas como dizem na Paraíba, alguns representantes de lá, entre os 20 e 40 anos estreando no Congresso do toma lá da cá. Papai que lugar bacana para trabalhar, dizem os filhos das múmias de vários mandatos em todo o Brasil. Com imunidade, picaretas do mais apurado nível e instinto predatório. Que nunca pegaram nela (picareta). Não sabem o que é cavar um buraco, construir um prédio de luxo..., sol a sol, cozinhando o juízo. As mãos moídas, roídas no calo. A classe trabalhadora é quem efetivamente constrói a riqueza do país. Martelo da verdade batido. São os iletrados da vida, no campo e na cidade que produzem tudo que você possa imaginar. Juntos com a outra parcela dos trabalhadores, que na sorte aprenderam o desenho das letras e dos números. Chegando carradas e carradas nas Universidades Públicas nos governos Lula/Dilma. Á resistência enviesada, apolítica, no alvo errado, livra os verdadeiros causadores da miséria e opressão. A mídia venal faz um carnaval macabro quando o ladrão não usa o terno Armani, ou outras marcas mais caras do que um carro bom. A Elite, imune até nas pragas jogadas, conduz a marcha dos condenados, os escolhidos para vivenciar o mundo cão das prisões horripilantes que se alastram por todo o país. Estuprar, roubar, matar, por não ter acesso ao que criou com o suor curtido nos 40, 50 anos de exploração do trabalho dos pais, é a revolta alucinada da juventude sem causa, com consequências trágicas para a vida quando da imputação das penas, para apenas uns poucos desfilarem e dormirem em cima do luxo, produto do verdadeiro saque às riquezas do país. A Avenida do Crime, onde transita a opulência, tem um endereço certo, com o número feito de ouro na parede. E nem carteiro com luneta consegue entregar o mandado de prisão. Não se cruza com a Outra, que transita o pé de chinelo, embora os crimes de lá, infinitamente matam milhões de todas as formas cruéis. Cunha não vai pagar a conta sozinho. Deve ao povo brasileiro a entrega da lista de todos os corruptos do PSDB, PMDB, DEM... Que fizeram um bico de bilhões na quebra do Estado Brasileiro. E, sejam julgados e condenados sem o arrepio da Lei. E não desejo, nem você, nem todos nós, que qualquer acusado seja preso sem o devido processo legal. No exato momento, vários estão presos arbitrariamente. Sentença aviada pela mídia venal, com parceria da justiça. Muitos sem sequer uma prova do crime cometido, forjado na elaboração da farsa jurídica. Zé Dirceu é um deles. O PT o esqueceu nas masmorras do Paraná. Uma covardia sem tamanho. Que os ensinamentos jurídicos de Joaquim Barbosa, do juiz Moro, da parte apodrecida da Justiça sejam jogados no Lixão. E retomemos o curso seguro da consolidação do Estado Democrático, das garantias legais no julgamento, inclusive de Eduardo Cunha, e de todos/as que estão no seu Caderno da Escola do Crime. O Supremo, pelo menos dessa vez, não discultiu o sexo dos anjos. Eduardo Cunha agora é réu, prepare as ratoeiras que os ratos vão pinotar.

Nenhum comentário: