CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

terça-feira, 8 de março de 2016

PTMG - PT mobilizado contra o golpe em Minas.


Leopoldina
Lideranças comunitárias, movimentos populares, simpatizantes, vereadores, prefeitos e dirigentes do PT se reuniram em Leopoldina, no domingo, 6/3, para organizar atividades de defesa da democracia e contra o golpe em curso no país.






Caratinga
Na Macro Centro-Oeste, os petistas se reuniram em Pompéu para organizar as atividades de enfrentamento ao golpe em curso no país.



















Pompeu
Em Caratinga, militantes e lideranças da Macro Vertente do Caparaó atenderam ao chamado do partido para mobilização permanente contra o golpe e em defesa do ex-presidente Lula.

#DefesaDemocracia #SomosTodosLula #NãovaiterGolpe
***
***
***
Jornada de Luta: Mulheres do campo fazem vigília na ALMG.



Na luta em defesa da natureza e alimentação saudável, contra o agronegócio, a Jornada  Nacional de Luta das Mulheres Camponesas faz vigília pela democracia na ALMG. Às 17h, haverá ato público em defesa da democracia e contra o golpe.
Mulheres do campo de diversas regiões de Minas estão em Belo Horizonte para um dia de debates durante a Jornada Nacional de Luta das Mulheres Camponesas, realizada na Assembleia Legislativa de Minas Gerais nesta segunda, 7/3. Parceiras das lutas democráticas no país, as mulheres camponesas também farão vigília no pátio da ALMG, a partir das 9h, em defesa da democracia e para denunciar o golpe em curso no país.
Entre os temas tratados estão: os agrotóxicos, a mineração, a reforma da previdência, a violência contra a mulher e a impunidade no Massacre de Eldorado dos Carajás, que completa 20 anos em 2016.
Em todo país, milhares de mulheres Sem Terra estão mobilizadas durante a primeira quinzena de março para denunciar o capital estrangeiro na agricultura brasileira e as empresas transnacionais, chamando a atenção da sociedade do modelo destrutivo do agronegócio para o meio ambiente, a ameaça à soberania alimentar do país e a vida da população brasileira, afetando de forma direta a realidade das mulheres.
Ao mesmo tempo, as camponesas apresentarão como alternativa o projeto de agricultura baseado na agroecologia, e propõe a luta em defesa da soberania alimentar.
Com informação de www.mst.org.br
***
***
***
Militantes limpam sujeira de atentado a sede do PTBH.



No sábado, 5/3, a sede do partido em Belo Horizonte foi alvo de vandalismo. Militantes protestaram e limparam a fachada do PTBH.  
No último sábado, 5/3, a sede do Diretório do Partido dos Trabalhadores de Belo Horizonte foi alvo de atentado, quando vândalos jogaram tinta e lixo na frente do prédio. O secretário geral do PTBH, Geraldo Arcoverde, foi avisado do atentado no início da noite, quando recebeu um vídeo do atentado. Em nota, o PTMG repudiou o ato de vandalismo e intolerância contra o PTBH.
PTBH10
“Mais uma vez Belo Horizonte assiste uma cena de intolerância por parte das forças reacionárias de oposição ao governo federal e ao PT”, lamentou Geraldo Arcoverde, que considerou o ato um atentado e relembrou que esta não é a primeira vez que a propaganda do ódio contra o PT, Lula e o governo, promovida por parcela da imprensa e que tem estimulado ações fascistas.
Reação da militância
12790905_475603482647836_5546735259139599382_n 
Militantes foram para a sede do PTBH para manifestação e limpeza da sede.
Ainda na noite de sábado, o deputado estadual Rogério Correia convocou a militância para fazer o registro coletivo da ocorrência policial no domingo, 6/3. Os militantes do PT atenderam o chamado e compareceram com vassoura, balde e tintas, para “limpar a sujeira dos fascistas”.
12832316_475603449314506_8743725990501962956_n
A equipe da perícia da Polícia Civil esteve no local e também a Polícia Militar, que registrou a ocorrência. Ao som dos jingles de campanha de Lula, os militantes limparam a sede com água e sabão, com a emoção de quem teve a própria casa violada. Ao final, outra equipe de militantes fez o acabamento da fachada, com pintura de estrelas, dando cara nova ao PTBH.

Democracia garante direitos
O ato de limpeza teve a manifestação em defesa da democracia, do PT, do ex-presidente Lula e dos governos Pimentel e Dilma feitas por lideranças que lá estiveram, além do deputado Rogério Correia, o secretário estadual de Direitos Humanos, Nilmário Miranda, os vereadores Junin Paim(PTBH), Pedro Patrus(PTBH), Terezinha (PT/Sabará), Rocha do PT (Itabirito), representantes da Executiva Estadual do PT, entre outras lideranças.
12799056_475623999312451_490072721329095918_n 12814708_475656145975903_4222226118042377872_nPTBH512791111_475655759309275_1618167824045340198_n
Todos alertaram para o que de fato representa a tentativa de golpe em curso: a extinção dos programas sociais, como o Bolsa Família, de direitos dos trabalhadores, o fim do reajuste anual do salário mínimo e da aposentadoria. “O que está em curso é um golpe para derrubar um governo eleito pelo voto democrático, feito por quem não admite que o negro vá para a universidade e que a população possa ter qualidade de vida e não quer abrir mão das suas benesses”, afirmou Rogério Correia.

Assessoria de Comunicação do PTMG
Foto: Divulgação/PTMG
***
***
***

Rui Falcão: O sequestro de Lula e o saudosismo de 1964.
Presidente do PT condena a ação que atacou Lula, critica os saudosistas da ditadura civil-militar e conclama para os grandes atos que virão, começando com o 8 de março.
A oposição conservadora e seus parceiros na mídia monopolizada estão assanhados. Comemoram a condução coercitiva do companheiro Lula (um eufemismo para sequestro, que afrontou a Constituição e pisoteou a democracia) como se fora a antessala do fim do PT, do declínio do melhor presidente que o Brasil já teve e, por que não, do encerramento antecipado do governo Dilma.
Incomodados com a reação popular solidária ao Lula, burocratas de vários órgãos do aparelho de Estado incensados por jornalistas de direita apelam aos militares, invocando um artigo da Constituição, a qual recitam de manhã para rasgar à tarde. Numa ação coordenada, pretendem transformar os manifestantes do dia 13 de março, nos golpistas de 1o. de abril de 1964, que instauraram uma ditadura sanguinária no País.
Vamos continuar em vigília permanente, mobilizados e prontos para continuar lutando pelo nosso projeto, pela democracia, contra o golpe, em defesa do Lula, do governo Dilma e de mudanças na atual política econômica.
Vamos participar, organizadamente, das manifestações do dia 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, e das datas convocadas pela Frente Brasil Popular: 18 e 31 de março.
Rui Falcão é presidente nacional do PT
Fonte e imagem: Agência PT de Notícias
***
***
***

Secretaria de Cultura lança edital para viagens pelo Programa Música Minas.



Artistas independentes e autorais da música mineira vão receber incentivos que totalizam R$ 700 mil em 2016.

O segmento musical mineiro independente e autoral ganha incentivo, impulso e fôlego para disseminar sua vocação pelo Brasil e pelos cinco continentes. A Secretaria de Estado de Cultura (SEC) lança o Edital Música Minas – Intercâmbio 2016, com estímulos que totalizam R$ 700 mil. As inscrições são correntes e valem para viagens programadas para até o dia 31 de dezembro deste ano. Acesse o edital clicando aqui.
A superintendente de Interiorização e Ação Cultural da SEC, Manuella Machado, destaca o caráter amplificador e agregador do programa.
“Com resultados expressivos, o Música Minas promove, principalmente, a difusão da diversidade musical mineira nacional e internacionalmente. Na última edição, foi uma enorme satisfação receber um grande número de artistas internacionais em Minas, o que gera troca de experiências, fundamental para a cena independente da música”, diz Manuella.
Para a diretora de Programas e Articulação Institucional, Janaína Maquiaveli, o programa consolida a classe independente de Minas Gerais como importante elo da produção cultural contemporânea do Estado.
“Os projetos contemplados pelo Edital de Intercâmbio do Música Minas demonstraram a consistência da cena musical autoral de Minas Gerais. Esperamos que, em 2016, o fortalecimento das relações institucionais entre a Secretaria de Cultura e as instituições e órgãos governamentais envolvidos na execução de diversas propostas atendidas sejam ainda mais ampliadas, de modo que outros artistas possam delas se beneficiar”, informa a diretora.
Podem participar deste edital integrantes da cadeia criativa e produtiva da música, com residência permanente em Minas Gerais. Os inscritos podem apresentar trabalho próprio, inclusive quando em participação em evento de reconhecimento ao trabalho desenvolvido, como premiações e homenagens; realizar residência artística; participar de cursos ou atividades de capacitação na área da música.
Imersão criativa no desenvolvimento musical
A iniciativa vem colecionando ações de sucesso. Entre elas, destaque para uma masterclass que o trompetista norte-americano Jack Schantz ministrou na capital mineira em novembro de 2015, além da residência artística da banda Zimun em Lisboa, no mesmo mês.
De acordo com o produtor da banda Zimun, Aniston Alves de Oliveira, a residência artística proporciona um intercâmbio com músicos locais e permite uma intensa ação criativa e a vivência em locais instigantes, voltados para o desenvolvimento dos artistas.
Oliveira conta que a viagem da banda Zimun para o Espaço Espelho D´água, um complexo direcionado à música, localizado em Belém, em Lisboa, Portugal, marcou positivamente os integrantes quanto à estrutura elaborada pelo Programa Música Minas e o trabalho musical da banda, ampliando a troca de experiências com artistas locais, produtores, agentes culturais, e colaborou para intensificar o trabalho de gravação do DVD autoral com músicas ao vivo novas e antigas, que será lançado em 2016.
“O fato de termos participado da residência artística em Lisboa agregou valor ao nosso trabalho porque tivemos a oportunidade de ter outras experiências musicais. A residência tem um cronograma detalhado a ser seguido e o fato de você estar muito bem estruturado pelo Programa Música Minas, em um lugar que respira música, possibilitou mais tempo para uma dedicação aprofundada”, diz Oliveira. “A residência foi um intenso processo criativo do início ao fim. Acordávamos às 9h e trabalhávamos em composições, arranjos, impressões e trocas de ideias até por volta das 21h – uma rica e completa imersão no trabalho musical”, conta.
Outro destaque na experiência do Zimun veio logo após o retorno da banda de Lisboa para Belo Horizonte. Outros artistas independentes e amigos da área musical começaram a procurar a banda para saber mais sobre as residências com a intenção de inscreverem seus trabalhos para serem contemplados pelo Programa Música Minas.
“As residências artísticas estão abrindo grandes oportunidades para artistas autorais e para a música mineira independente e, além disso, estão rompendo com o padrão de aperfeiçoamento do trabalho musical dos artistas, pois o mais comum é ver editais para viagens internacionais direcionados à música erudita. Agora, a música independente também está sendo contemplada”, afirma o produtor da banda Zimun.
Segundo Olvieira, “é muito legal a chance de levar a música de Minas para ser conhecida internacionalmente. Os artistas internacionais, em diversos lugares do mundo, gostam muito da música brasileira e estes intercâmbios permitem uma troca mútua de aprendizados. Voltamos de Portugal com três músicas novas que possivelmente farão parte do DVD e conseguimos abrir outras portas e fazer novos contatos”.
Música Minas em constante aperfeiçoamento
Devido a contribuições da classe artística, mediante diálogo contínuo com a SEC, o edital Música Minas 2016 apresenta adequações de aprimoramento. A principal novidade é em relação ao prazo: para este ano, o contemplado conta com maior tempo hábil para se preparar para a viagem a partir da data em que recebe o resultado da seleção.
Êxitos em 2015
A totalidade de recursos disponíveis para o Música Minas no ano passado foi repassada aos proponentes dos projetos que foram selecionados. Desta maneira, o edital de 2016 cumpre o papel de oferecer um suporte contínuo à classe, preocupando-se com a não interrupção do projeto.
No ano passado, a SEC ajudou a exportar o talento mineiro. Mais de 80% das propostas tinham destino internacional. Na mesma toada, além de deslocar os músicos do estado, o Música Minas trouxe para as terras mineiras artistas de várias nacionalidades, o que configura o caráter de intercâmbio da iniciativa. Ao todo, 198 artistas foram beneficiados, em 58 propostas aprovadas.
Essa troca refletiu em um estreitamento de laços entre Minas Gerais e o mundo. Com isso, a SEC intensificou relações institucionais com órgãos oficiais e de ensino de vários países, como consulados, embaixadas e universidades.
Faça a pré-inscrição: http://goo.gl/evgd0A
Acesse os documentos do edital: http://goo.gl/8Dzgyb
Fonte e imagem: Agência Minas

Nenhum comentário: