CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

quarta-feira, 29 de junho de 2016

PTMG projeta 300 candidaturas próprias majoritárias para as eleições 2016.


O Partido dos Trabalhadores espera lançar cerca de 300 candidaturas próprias para prefeituras, em Minas Gerais, nas eleições municipais de 2016. A projeção é do Secretário Estadual de Organização do Diretório Regional do PTMG, Luiz Mamede.
“As instâncias municipais estão fazendo os debates, visando construir os melhores projetos para as cidades, não deixando de lado as coligações com partidos da base, privilegiando o campo democrático popular. A expectativa é de alcançar cerca de 300 candidaturas próprias em todo estado, com reais chances de aumentar seu numero de prefeitos”, ressalta.
Atualmente o PT administra 113 prefeituras mineiras. Para ampliar este quadro, Mamede destaca que o Diretório Estadual tem colaborado com as instâncias municipais, qualificando seus quadros, com cursos de orientação financeira e eleitoral, além de formação politica, dentro do modo petista de governar, abrangendo todas as regiões do estado.
Conjuntura
Apesar da conjuntura política difícil pela qual passa o país, com o golpe em curso em nível federal, o secretário acredita nas eleições como espaço de discussão, esclarecimento dos cidadãos sobre o contexto político atual e defesa das bandeiras históricas do PT.
“Sabemos que vivemos um quadro de ruptura democrática, no âmbito federal, mas isso levou aos militantes petistas mais vontade ainda de estar na luta contra o golpe e também na luta pelas vitorias do campo popular nas cidades. O momento agora é de defender todos os nossos projetos e colocar para sociedade que o PT continua sendo a melhor opção para os mais pobres e menos favorecidos”, diz.
Prazos
Luiz Mamede reforça que as instancias municipais devem estar atentas para finalização do Processo Interno para Escolha de Candidatos e Candidatas às Eleições 2016. “O prazo termina no dia 31 de julho, mas o Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE), do Diretório Estadual, orienta a antecipação para 20 de julho, data que culmina na abertura das convenções, que seguem até 5 de agosto”, explica.
As datas dos encontros para esse fim, onde deverão ser observadas as possibilidades de candidaturas, políticas de alianças e tática eleitoral, devem ser informadas pelo Sistema de Prévias e Encontros.
As dúvidas podem ser tiradas na Secretária de Organização do Diretório Regional do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais, pelos telefones (31) 3115 7631 ou 7632.
Assessoria de Comunicação PTMG
***
***
***
28 de junho: Dia Internacional do Orgulho LGBT, dia de luta.



Era uma noite de sábado comum, 28 de junho de 1969, em Nova York, nos Estados Unidos. Gays, lésbicas, travestis, drag queens e transexuais só podiam ser verdadeiramente livres e expressar sua sexualidade, em guetos. Dentro da casa noturna Stonewall Inn, um bar localizado no bairro de Greenwich Village, podiam ser o que são, quando a polícia invadiu o pub. Drags e travestis foram obrigadas a tirar as roupas, todos tratados com a habitual brutalidade e preconceito.
Mas foi a noite do basta. Cansados de tanta opressão, os frequentadores da Stonewall Inn reagiram e iniciaram uma onda de revolta. Na porta da boate, gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais gritavam “Gay Pawer” (Poder Gay). O conflito durou até as 4 da madrugada, os ecos do ato libertador são sentidos até hoje.
Um ano depois, em frente ao bar, cerca de 10 mil pessoas se reuniram para a primeira marcha gay, o movimento cresceu, ganhou o mundo, transformando o 28 de junho no Dia Internacional do Orgulho LGBT.
Data de luta, reforça o Thiago Costa, membro do Setorial LGBT do PTMG, da diretoria do Cellos-MG, coordenador da Parada Gay de BH e professor voluntário do Cursinho TransEnem.
“Em 1969 era comum nos Estados Unidos essas pessoas serem presas por serem homossexuais. Ainda hoje, em 76 países no mundo esse tipo de relação é criminalizada, em alguns locais inclusive com pena de morte. O que marcou Stonewall Inn foi as pessoas resistiram a prisão, enfrentarem a polícia. A partir daí, para marcar a data, surgem as paradas, as pessoas saem às ruas para dizer que têm orgulho do que são, que não estão erradas”, comenta.
O 28 de junho, apesar do longo caminho de direitos a serem conquistados pela frente, também é uma data para comemorar, avalia Thiago Costa. “Vários países pararam de criminalizar os LGBTs, em alguns deles a união inclusive foi regularizada, mesmo com resistência, como é o caso do Brasil e dos Estados Unidos”.
Trans
Para Thiago, a nova fronteira de luta é da comunidade de travestis e transexuais.  “O movimento, em prol desse grupo, ganha força mais recentemente. Trata-se da parcela LGBT mais descriminada, excluída. O limite do alcance da cidadania é da população trans, que hoje ainda está excluída. Se dos homossexuais são retirados direitos civis, para os trans são negados direitos e garantias fundamentais, como educação, saúde, por sofrerem agressões em todos os espaços, não poderem usar o nome social e por ai vai”.
Religião 
No último domingo, o Papa Francisco, durante um voo, disse a jornalistas que os cristãos e a Igreja Católica devem pedir desculpas aos gays que tenham ofendido no passado e que os gays não devem sofrer nenhum tipo de discriminação da Igreja.
Apesar da postura humanitária e progressista do Papa, Thiago Costa lembra que ainda há setores religiosos, mais radicais, que trabalham, sobretudo com lobby nos governos e casas legislativas, para manter a opressão.
“A postura da igreja é paradoxal, ao mesmo tempo em que tenta rever sua postura, dialogar melhor com essa questão, tem alas radicais que vão querer combater, exterminar, apagar e é isso que a gente passa hoje. Alas religiosas tentam nos excluir, por exemplo, no Plano Nacional de Educação”.
De acordo com Thiago, durante o Fórum Técnico Plano Estadual de Educação da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), ocorrido neste mês de junho, depois de muito embate, foi possível incluir no Plano Estadual de Educação, via participação popular, as pautas LGBTs. Porém, ele pondera que o plano ainda precisa ser aprovado pelos deputados, que estão sujeitos à pressão de grupos radicais, conservadores.
“Um grupo que não é significativo da igreja como um todo, mas muito organizado, consegue influenciar os deputados. Por isso, nós que somos de movimentos sociais, clamamos pela participação da população, para brigarmos por nossos direitos, unirmos vozes, falarmos em conjunto. O alerta que as instituições internacionais nos fazem o tempo todo é que o Brasil ainda nos deve muito em questão de direitos humanos e esta retrocedendo cada vez mais”.
Minas sem homofobia
Na noite desta segunda-feira, para marcar o Dia Internacional do Orgulho LGBT, a Secretaria de Direitos Humanos promoveu uma Roda de Conversas sobre o tema, na Casa de Direitos Humanos, na avenida Amazonas, 558, no Centro de BH.
Durante as discussões, o secretário de Direitos Humanos, Nilmário Miranda, adiantou que o Governo de Minas prepara o programa Minas sem Homofobia. “O Estado vai fazer o programa Minas sem Homofobia, trabalhando todas as secretarias, educação, saúde, cultura, desenvolvimento agrário, governo, casa civil. Para nós, o Direitos Humanos não pode isolar a questão LGBT, tem que ser uma coisa do governo inteiro. No ano passado, durante a Parada Gay, o Palácio dos Tiradentes ficou iluminado com as cores do arco-íris, isso é muito significativo”, lembrou.
Assessoria de Comunicação PTMG
***
***
***
Ator norte-americano Danny Glover participa hoje de ato pela democracia em BH.
O ator norte-americano, Danny Glover, conhecido por trabalhos em produções como “Máquina mortífera”, participa, nesta terça-feira (28/06), de um ato em defesa da democracia, em Belo Horizonte. Organizado pela Frente Brasil Popular, o evento será na sede do CREA MG (Av. Álvares Cabral, 1600, Santo Agostinho, Belo Horizonte – MG), a partir das 19h.
Desde o início do processo de golpe, Clover tem demonstrado solidariedade com os brasileiros, que lutam pela defesa da democracia, contra um processo de impeachment ilegítimo, sem crime de responsabilidade cometido pela presidenta Dilma Rousseff, e que tem se mostrado um instrumento para instalar no país medidas de desmonte das conquistas sociais.
Em um vídeo aos “amigos brasileiros”, ele reforça que a democracia brasileira está mais uma vez ameaçada, “dessa vez por setores da sociedade que se recusam a aceitar que foram eleitoralmente derrotados e buscam lacunas legais que possam leva-los à Presidência”.
E segue prestando “amizade e solidariedade aos milhões de brasileiros que valorizam sua democracia e a querem ver crescer, ao invés de miná-la”. “Você não está sozinho. Sua luta é também a luta de todas as pessoas ao redor do mundo, que lutam por democracia, paz, liberdade e justiça. Nós estamos com vocês, e também declaramos: não vai ter golpe”, finaliza.
Em outra gravação, ele comenta sobre os ataques da direita contra o presidente Lula. “Presidente Lula, você tem sido um vencedor para todos os trabalhadores por décadas, e tem inspirado trabalhadores do mundo inteiro. Eu quero que você saiba que, agora que você está sob ataque da direita brasileira, – apesar de todos os ganhos que você trouxe para os trabalhadores -, eu apoio você”, diz o astro no vídeo.
Danny Glover atuou em filmes como 2012, Predador 2 e Querida Alice. Além de ator, ele exerce atividades ligadas a centrais sindicais dos Estados Unidos.
Assessoria de Comunicação PTMG
Foto: CUT
DANNY FLAYER
***
***
***
Governador anuncia municípios contemplados com equipamentos esportivos e autoriza iluminação de campos e quadras esportivas.



Ao todo, 237 cidades serão beneficiadas com medidas de fomento à prática de esportes.
O governador de Minas GeraisFernando Pimentel, lançou nesta segunda-feira (27/6), no Auditório JK, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, o Programa Campos de Luz II, que irá iluminar campos de futebol amador e quadras poliesportivas. O governador também anunciou os municípios que receberão equipamentos do programa Academia ao Ar Livre, além de kits esportivos com bolas de futebol, troféus, jogos de uniformes e redes de vôlei. Ao todo, 237 municípios serão beneficiados com as três iniciativas – Campos de Luz, kits esportivos e academias.
Serão instalados 127 equipamentos do programa Academia ao Ar Livre em locais públicos de 95 municípios (além de cinco unidades prisionais) e 634 kits com materiais esportivos para 93 municípios. Além disso, 115 campos amadores e quadras poliesportivas de 94 cidades, em todas as regiões de Minas Gerais, receberão iluminação pública.
Pimentel defendeu a necessidade de entregar esses equipamentos para prefeituras do interior e disse que os benefícios são enormes, especialmente para municípios de até 5 mil habitantes. “Um equipamento desses faz diferença, sim, na vida das pessoas, como faz diferença você iluminar um campo de futebol, uma quadra esportiva, ou doar aparelhos para equipar a quadra para as pessoas e os times da cidade. Tudo isso faz diferença para melhor na vida das pessoas”, defendeu.
A escolha dos municípios a receberem as doações e investimentos foram baseadas na universalização das estruturas esportivas de cada cidade, além das demandas apresentadas nos Fóruns Regionais de Governo. Os aparelhos são recomendados para quem deseja iniciar a prática de atividades físicas, acabar com o sedentarismo e para a melhoria na qualidade de vida. Agradecendo a presença de 122 prefeitos, o governador destacou a importância da regionalização dos trabalhos do Estado.
“Você não pode governar o Estado de dentro do gabinete, desconhecendo a realidade de Minas Gerais, essa diversidade. Você tem de estar com atenção nos municípios, nas prefeitas, nos prefeitos, nos vereadores, nas lideranças municipais. É no município que a vida das pessoas se desenvolve. É lá que elas criam filhos, é lá que elas trabalham, é lá que a gente sofre e tem alegrias, é lá que a gente sonha. Então, é com os municípios que nós temos de governar Minas Gerais”, disse.
O prefeito de Coluna, Território Alto Jequitinhonha, José de Brito Filho, destacou a implantação dos Fóruns Regionais, que servem como ponte para diálogo entre o Governo do Estado e os municípios. “Registramos nossos mais elevados agradecimentos pelo que temos alcançado ultimamente, como o programa de fomento às atividades esportivas. Precisamos deste olhar que se verte ao nosso povo tão carente de tudo”, agradeceu.
Serão investidos R$ 1,7 milhão nesta fase do programa de Academias ao Ar Livre. Em abril, foram anunciados outros R$ 6,9 milhões destinando a 330 cidades, com 523 conjuntos de equipamentos de ginástica como simuladores de caminhada, esqui e cavalgada, além de bancos para exercícios para pernas e braços. Também estão sendo doados a 93 prefeituras 634 kits com materiais para prática de esportes – como bolas e redes de futebol, futsal e vôlei, troféus, camisas e coletes, com investimento de R$ 1,4 milhão.
Campos de Luz
O programa Campos de Luz II tem como objetivo a inclusão social, por meio da criação de alternativas para jovens e adolescentes em situação de risco. Fruto de convênio entre aCompanhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e o Governo do Estado, o programa prevê iluminar 250 campos de futebol amador e 50 quadras poliesportivas.  O investimento da Cemig é estimado em R$ 15 milhões, recurso necessário para viabilizar a criação dos projetos, assim como a aquisição dos materiais e a execução das obras.
“Quando você ilumina um campo para colocar ali uma atividade esportiva e de socialização no período da noite, tem uma relevância social muito grande. E é um resgate também do futebol amador no Estado, que tem seu contexto histórico. É o esforço do Governo de Estado para poder beneficiar ações do esporte que tem um fundo muito importante do ponto de vista da saúde e da integração das pessoas”, afirmou o secretário de Estado de Esportes, Carlos Henrique.
O diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Cemig, Luís Fernando Paroli, destacou o lado social do programa. “A Cemig trabalha, faz questão, e gosta muito de ter a sua participação nas questões sociais do Estado. E o esporte precisa ser olhado de uma forma mais ampla. O esporte não é apenas profissional, mas faz integração, educação, faz a preparação dos jovens para o convívio em comunidade. Isso é muito importante para a sociedade, reflete na vida adulta deles e traz um bem-estar muito grande para a sociedade”, ressaltou.
Valorização da política
Fernando Pimentel chamou a atenção para o perigo da “criminalização da atividade política” no atual contexto de crise institucional. De acordo com o governador, é preciso defender a política como valorização da vida pública e respeitar os devidos processos legais.
“Nós estamos vivendo no Brasil uma crise política e institucional muito grave. Nós todos sabemos disso e isso nos preocupa. Seja porque temos cargos públicos e temos responsabilidade com aqueles que nos elegeram, seja porque somos cidadãos e cidadãs e nos preocupa o futuro desse país. Nós temos que sair dessa crise com um país melhor do que o de antes. Porém, nós não devemos jogar fora o neném junto com a água do banho. Vocês já ouviram essa expressão, não é? A pessoa deu banho no bebê e aí tem que jogar a água suja fora, só que ela esquece de tirar o bebê da bacia e joga o neném fora”, afirmou.
Para o governador, “a nossa democracia é o neném. Ela não pode ser jogada fora junto com a água suja que está sendo usada para lavá-la e, infelizmente, o que nós estamos assistindo está parecendo que querem jogar fora o bebê junto com a água do banho. Há condenação da atividade política como um todo. Têm malfeitos? Têm. Tem coisa errada? Tem. Tem de ser punido e apurado? Tem. Claro que com direito de defesa, com o devido processo legal. Mas não vamos criminalizar a política, porque fora dela não tem caminho na democracia. Fora dela é a ditadura. E nós já passamos por isso e não queremos mais”, frisou.
Também participaram da cerimônia o secretário de Estado de Governo, Odair Cunha; deputados federais, estaduais, prefeitos e lideranças regionais.
Foto e fonte: Agência Minas

Nenhum comentário: