CEZAR CANDUCHO

sábado, 2 de julho de 2016

PTMG - CNI/Ibope: 66% não confiam em Temer e 53% desaprovam sua maneira de governar.


Com pouco mais de um mês de governo, o presidente interino Michel Temer amarga a avaliação de gestor ruim ou péssimo por 39% da população, conforme pesquisa divulgada nesta sexta-feira (1/07), realizada em junho, pela CNI/Ibope. Os que avaliam o governo Temer como regular somam 36%. Apenas 13% o consideram ótimo ou bom.
Entre os entrevistados, 31% concordam com a maneira Temer de governar e 53% discordam. Sobre a confiança, 27% confiam no presidente interino e 66% não confiam. Em comparação com o governo de Dilma Rousseff, 44% da população consideram que o governo Temer está sendo igual ao da presidenta afastada; 25% consideram pior e 23%, melhor.
Regiões.
A popularidade de Temer, segundo a CNI, é mais baixa na Região Nordeste. Para 44% dos entrevistados nessa região, o governo está sendo ruim ou péssimo; 72% não confiam no presidente em exercício e 63% desaprovam sua maneira de governar. Nas demais regiões, as avaliações são similares. No Nordeste, o governo Temer está sendo pior que o governo Dilma para 38%. Esse percentual cai para 25% entre os entrevistados no Norte e Centro-Oeste, 20% no Sudeste e 19% no Sul.
Notícias.
Para 40% dos entrevistados, as notícias recentes são mais desfavoráveis ao governo. Na comparação com a pesquisa de março de 2016, o número recuou 36 pontos percentuais. O percentual dos que consideram as notícias mais favoráveis ao governo é de 18%; em março, esse percentual era 10%. Na comparação com março, houve um aumento de 9% para 25% dos que consideram que as notícias não são favoráveis nem desfavoráveis.
Áreas de atuação.
A pesquisa CNI/Ibope também avalia o governo por área de atuação. Impostos e taxa de juros são as áreas que mais desagradam à população, ao alcançar 77% e 76% de desaprovação, respectivamente.
A pesquisa foi feita entre os dias 24 e 27 de julho com 2.002 pessoas, em 141 municípios. A margem de erro é dois pontos percentuais e o grau de confiança é 95%. A pesquisa completa está disponível no site da CNI.
Assessoria de Comunicação PTMG
Foto: Carta Capital
***
***
***
#SomostodosPT: ato em desagravo aos atentados à sede nacional está marcado para hoje, em SP.



Nesta sexta-feira (1) acontece em SP um ato em desagravo aos recentes atentados à sede do Partido dos Trabalhadores. A manifestação está marcada para às 18, na rua Silvério Martins, 132, Sé, São Paulo, sede do Diretório Nacional.
Na madrugada de quinta-feira, um homem estraçalhou as vidraças da entrada, com uma picareta. Detido, mas posteriormente liberado, ele voltou a atacar a sede da legenda, com uma bomba de fabricação caseira, que não chegou a estourar.
Em nota publicada no facebook, o ex-presidente Lula lembrou que, ultimamente, o Brasil tem assistido a muitas cenas de intolerância e ódio.
“Senti uma imensa tristeza ao receber a notícia do ataque à sede do Partido dos Trabalhadores em São Paulo. Não podemos admitir que as diferenças políticas se transformem em violência. Transmito minha solidariedade ao presidente do nosso partido, Rui Falcão, e a todos os funcionários e militantes. Nenhuma bomba, pé-de-cabra ou agressão vai tirar nossa determinação de lutar por um Brasil mais justo para todos”, complementou.
“O PT não é só essa sede aqui. O PT são milhares em todo o Brasil. E nesse momento eu tenho certeza que cada militante, cada companheiro e cada companheira está solidário conosco contra mais esse ato de agressão”, afirmou o presidente do partido Rui Falcão.
SOMOS TODOS PT
Assessoria de Comunicação PTMG

***
***
***


Comissão das barragens entrega ao presidente da ALMG Projetos de Lei aprovados no relatório.




O relator da Comissão Extraordinária das Barragens, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Rogério Correia, irá entregar formalmente ao presidente da Casa, deputado Adalclever Lopes, os dois Projetos de Lei (PL), anexados ao relatório da Comissão.
Os PL’s visam evitar que se repitam crimes ambientais semelhantes ao ocorrido em Mariana. A cerimonia, marcada para a próxima segunda-feira (4), às 11h, será no Salão Nobre da Assembleia.
O primeiro PL dispõe sobre o licenciamento ambiental e a fiscalização das barragens, que, entre outras coisas, proíbe a instalação de barragem a um raio mínimo de 10 quilômetros de povoamento, comunidade, reservatório ou manancial para abastecimento público de água potável e aumenta em até 100 vezes a multa por descumprimento.
Outro PL destina os recursos da Taxa de Controle, Monitoramento e Fiscalização das atividades de Pesquisa, Lavra, Exploração e Aproveitamento dos Recursos Minerários (TRFM) exclusivamente à Secretaria de Estado de Meio Ambiente; à Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam) e ao Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam). A iniciativa irá garantir cerca de R$ 200 milhões para melhorar não só a fiscalização, mas também as condições de trabalho dos fiscais e dos que trabalham no Sistema Estadual de Meio Ambiente.
“Foram mais de sete meses de trabalho intenso, em que a comissão pôs o pé na lama e viu o sofrimento das pessoas às margens dos rios. As recomendações que fazemos e os projetos apresentados são para criar um novo modelo de mineração no estado, em que se garanta o desenvolvimento econômico mas também o direito das pessoas e do meio ambiente. Reforçamos também a necessidade de votação de um projeto que já tramita (PL 3.312/06) e foi apresentado pelo governador Fernando Pimentel, que reconhece a figura do atingido por barragens”, resumiu Rogério Correia.
Foto e fonte: Assessoria de Comunicação Deputado Estadual Rogério Correia
***
***
***
Pimentel entrega 357 veículos para ações de Educação, Saúde e Desenvolvimento Agrário.



nvestimentos, que superam R$ 36,3 milhões, vão atender a cidadãos de 295 municípios em todos os Territórios de Desenvolvimento.

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, entregou nesta quinta-feira (30/6), em cerimônia no Expominas, em Belo Horizonte, 347 veículos para atender ações das secretarias de Estado de Educação e da Saúde em 295 municípios de todo o Estado. O investimento para a aquisição destes veículos é de R$ 35,2 milhões. Além deles, foram entregues outros dez caminhões isotérmicos a 10 prefeituras, com investimento de R$ 1,1 milhão, para apoio a agricultores familiares.
A melhoria da assistência à saúde e do transporte escolar nos municípios é uma das demandas apresentadas pela população durante a realização dos Fóruns Regionais de Governo em cada um dos 17 Territórios de Desenvolvimento.
Fernando Pimentel ressaltou a importância desse tipo de entrega para um estado tão extenso quanto Minas Gerais. “Isso é um instrumento essencial da boa governança dos municípios de Minas Gerais. Temos 585 mil km². Se nós dividirmos pelo número de municípios, que são 853, vamos achar uma média de 660 km² por município de área territorial. Esse número é o dobro da área de Belo Horizonte. Portanto, na média, nós já teríamos municípios de grande extensão territorial, mas ela é enganosa, porque ela oculta os extremos, com municípios extensos com pouca gente”, explicou o governador.
“Para administrar isso, temos de ter equipamentos de transporte, buscar o menino na roça para trazer para a escola. Temos que ter ambulância para pegar o cidadão daquela cidade de três mil, quatro mil habitantes e que não tem um hospital, e deslocá-lo para um centro maior. Então, quando nós fazemos esse tipo de entrega, não é demagogia, não é uma perfumaria que o governo faz para enfeitar o ambiente”, completou Pimentel.
Números.
Para o transporte escolar, foram entregues 166 micro-ônibus para 160 municípios, com investimento de R$ 27,72 milhões. Com a entrega desta quinta-feira, chega a 400 o número de veículos entregues pelo governo do Estado a 372 prefeituras somente nas últimas duas semanas. Para a aquisição destes 400 veículos, foram investidos R$ 58,4 milhões com recursos do Estado, por meio de emendas parlamentares.
Com investimento de R$ 7,47 milhões, foram entregues para 170 municípios mineiros 181 veículos destinados à assistência à saúde. A entrega faz parte do Programa de Doação de Veículos para Atenção à Saúde dos Municípios do Estado de Minas Gerais, lançado no ano passado, que contempla prefeituras e entidades filantrópicas credenciadas como prestadores de serviço ao Sistema Único de Saúde (SUS). Até o momento foram disponibilizados 1.157 veículos para todas as regiões do Estado.
Também foram doados 10 caminhões isotérmicos para apoiar o escoamento da produção da agricultura familiar, propiciando transporte adequado de verduras, hortaliças e produtos processados, que atendem às demandas de entidades assistenciais, via Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e das escolas públicas, por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), além de mercados privados.
Recebem os veículos as prefeituras de Araçuaí, Arinos, Governador Valadares, Nanuque, Patrocínio, Porteirinha, Ribeirão das Neves, Rosário da Limeira, Sacramento e São João Del Rey. Nos 10 veículos, adquiridos por meio de convênio entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário e o Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, foram investidos cerca de R$ 1,1 milhão.
“É uma alegria muito grande que, apesar de toda a dificuldade financeira e orçamentária do Estado, estamos conseguindo cumprir o objetivo de ajudar os municípios a proporcionarem um serviço público de boa qualidade para o cidadão e cidadão de Minas Gerais “, finalizou Pimentel.
Educação
A secretária de Estado de Educação, Macaé Evaristo, afirmou que o objetivo do governo é que o aluno da rede estadual permaneça na escola, independentemente do local onde ele more. “O critério para escolher o município foi a dimensão geográfica do município e também a densidade populacional de estudantes. Consideramos aqueles municípios que têm maior região e que têm maior número de escolas no campo e estudantes que moram mais distante. A questão fundamental é garantir a permanência no aluno na escola, para que ele possa ter seu direito à educação garantido”, afirmou.
O prefeito de Porteirinha, Silvanei Batista Santos, destacou a atitude do governo para enfrentar as dificuldades e conseguir avançar nas políticas públicas no Estado. “Nesse momento, é preciso atitude. É por isso que quero parabenizar o governador, porque são ações de pequeno, médio e grande porte que, com certeza, fazem a diferença nesse momento. É hora de nos unirmos ao governo e dar a resposta que o nosso povo mineiro precisa e espera”, frisou.
Também participaram da solenidade secretários de Estado, deputados federais e estaduais, prefeitos e lideranças das áreas de saúde e educação em Minas Gerais.
Foto e fonte: Agência Minas
***
***
***
Para Dilma, golpistas não querem povo consciente dos direitos.
Em ato no Pará, a presidenta eleita lembrou que sempre que a elite brasileira ficou descontente com um governo, ela tentou derrubá-lo.
Em Belém (PA), a presidenta eleita Dilma Rousseff discursou para uma multidão que lotou a Praça Floriano Peixoto, na noite desta quinta-feira (30).
Além de denunciar o golpe em curso no Brasil, a presidenta também ressaltou os ataques dos golpistas à Educação.
“Está em risco as nossas conquistas. Um povo educado é um povo que tem consciência dos seus direitos, é um cidadão crítico. E isso eles não querem, por isso querem reduzir o dinheiro da educação”, afirmou.
Dilma lembrou que os próprios golpistas já admitiram as razões do golpe, e que ela não cometeu crime de responsabilidade.
“A senadora que é hoje líder do governo disse que de fato não têm pedaladas fiscais”, destacou.
dilma-no-pará-defesa-democracia-30-junho-2016-Foto-RobertoStuckertFilhoPR (1)
A presidenta perguntou aos paraenses se eles “aprovaram redução dos gastos em saúde e educação”, e que essa redução duraria 20 anos, como é a proposta do golpista Michel Temer.
“Alguém aqui aprovou essa redução? Alguém aqui aprovou um governo sem mulheres e sem negros? Eles não passariam esse programa que estão defendendo nas urnas. Por isso o golpe. Sempre no Brasil que a elite ficou descontente com um governo, ela tentou afastá-lo”, completou.
Ordem do Mérito Cabanagem
Na visita ao Pará, Dilma também recebeu o título de cidadã paraense e a Ordem do Mérito Cabanagem da Assembleia Legislativa do estado.
Dilma afirmou estar muito “comovida, honrada e orgulhosa” com os títulos.
“Para mim é uma homenagem muito grande receber aqui o título de cidadã paraense. Recebo esse título com muito carinho. Me sinto honrada como lutadora pela democracia”, destacou.
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
A presidenta eleita ainda declarou que os presentes àquela praça estão fazendo história e chamou a todos de “queridos”.
“Chamo vocês de queridos e queridas porque essa palavra carinhosa é símbolo também de uma forte resistência contra aqueles que quiseram nos colocar de joelhos., mas jamais conseguirão. Nunca conseguiram e não conseguirão”, afirmou.
Foto e fonte: Agência PT de Notícias
***
***
***

Ato político e cultural marca desocupação do prédio do Ministério da Saúde, nesta sexta.


Em defesa do SUS, militantes da saúde e outras áreas ocuparam o prédio do Ministério da Saúde desde o dia 3 de junho, no centro de Belo Horizonte. Após quase um mês, eles preparam a desocupação com um ato político e cultural na Praça 7, a partir das 16h, nesta sexta, 1/7, no quarteirão fechado da Rua Rio de Janeiro esquina de Rua Espírito Santo.
Durante todo o mês de junho militantes da saúde, movimentos de população em situação de rua, Conam, Conselhos de Saúde realizaram debates, rodas de conversa, reuniões e atividades culturais com participação de artistas mineiros na ocupação do prédio do Ministério da Saúde, em Belo Horizonte, o OcupaSUS.
O movimento de ocupação foi organizado por trabalhadores e profissionais da saúde, centrais sindicais, movimentos sociais, com apoio Frente Brasil Popular Minas, partidos e parlamentares, com objetivo de denunciar o desmonte que o governo interino Temer tem feito no Sistema Único de Saúde.
O ato público e cultural de desocupação terá a participação de integrantes das ocupações Funarte, Centro de Referência da Juventude, Tina Martins (que já encerraram as ocupações) e Zezé Ribeiro-Norma Lúcia. O ato cultural terá apresentação de Pepe Calderón (Quarteto Havana – Cuba), Gabriel Guedes, Batalha de MCs com tema saúde, Rossini (forró), Eros Fresiq e convidados.
O ato será um comunicado público à população de que o prédio do Ministério da Saúde será desocupado e a luta pelo direito constitucional a saúde pública continuará nas ruas da cidade, em comitês de bairros e periferias. A desocupação ocorrerá até a segunda-feira, dia 4.
Serviço
Ato Cultural de Desocupação do Ministério da Saúde em BH
Dia 1º de julho – sexta – Concentração a partir das 16h
Praça Sete, no quarteirão fechado da Rua Rio de Janeiro esquina de Rua Espírito Santo
Contato: Lúcia Azevedo – cel: 31 – 984471251

***
***
***

Ato “Uma Por Minuto – Pelo Fim da Cultura do Estupro” está marcado para esta quinta em BH.



Nesta quinta-feira, está marcada a marcha “Uma Por Minuto – Pelo Fim da Cultura do Estupro”, a partir das 17h30, com concentração na Praça Afonso Arinos.
O ato, convocado pelo Facebook, lembra que, no mínimo, 527 mil pessoas são estupradas no Brasil, por ano, segundo pesquisa do Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea), com base em dados do Sistema de Informações de Agravo de Notificação do Ministério da Saúde (Sinan), de 2011.
O levantamento mostra ainda que apenas 10% destes casos chegam ao conhecimento da polícia. Segundo os registros do Sinan, 89% das vítimas são do sexo feminino e possuem, em geral, baixa escolaridade, sendo que 70% são crianças e adolescentes.
“É o crime que apresenta a maior taxa de subnotificação no mundo, o que nos leva ao dado de uma mulher vítima de estupro a cada UM MINUTO”, destaca texto publicado na página do evento.
Ainda de acordo com o estudo do Ipea, as consequências dessa violência, em termos psicológicos, são devastadoras, uma vez que o processo de formação da autoestima estará comprometido, o que ocasionará inúmeras mudanças nos relacionamentos socais desses indivíduos.
“A dor das nossas companheiras é a nossa própria dor! O sangue derramado de nossas companheiras é o nosso próprio sangue”, dizem as organizadoras do ato.
Elas ainda lembram que os casos de estupro coletivo têm ganhado mais relevância nos noticiários, como um dos mais recentes divulgados, de uma estudante belo-horizontina de 19 anos, do curso de administração pública da Fundação João Pinheiro (FJP), que denunciou ter sido vítima de um estupro coletivo num congresso da área em Bom Despacho, no Centro-Oeste mineiro. Os três suspeitos do crime são funcionários públicos estaduais, um deles palestrante do evento.
“O caso desta nossa companheira e de tantas outras não pode simplesmente cair no esquecimento. Para que nunca se esqueça, para que nunca mais aconteça, precisamos nos mobilizar e exigir nossos direitos. Exigir que as denúncias sejam devidamente investigadas e garantir que as delegacias estejam preparadas para acolher e fazer justiça em nome das mulheres vítimas desse crime tão cruel. Não podemos permitir que esses crimes continuem a ser silenciados e deixados de lado. Basta”! Conclamam as organizadoras.
Ato “Uma Por Minuto – Pelo Fim da Cultura do Estupro”
Data: 30.07 – quinta-feira
Concentração: 17h30
Local: Praça Afonso Arinos
ATO UMA POR MINUTO - 30.07
Assessoria de Comunicação PTMG

Nenhum comentário: