CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

“Fora Temer” assusta Fátima Bernardes.


Por Altamiro Borges

Na quinta-feira passada (8), a apresentadora Fátima Bernardes foi surpreendida com um protesto político em seu programa ao vivo na TV Globo. Dois integrantes da banda do músico Johnny Hooker, o tecladista e o baterista, exibiram as suas camisetas: “Fora Temer” e “Quem não tem voto caça com golpe”. A iniciativa teve imediata repercussão nas redes sociais. Os fãs do cantor – que gravou uma das músicas da trilha sonora da nova série da emissora, “Justiça” – elogiaram a ousadia. Já a famiglia Marinho, que apoiou o “golpe dos corruptos” e tenta embelezar a imagem do usurpador, ficou bem incomodada com o protesto em seu próprio estúdio, conforme revela o blogueiro Mauricio Stycer, do UOL:

*****

“Fora Temer” na Fátima gera alerta para todos os programas ao vivo da Globo

Os cuidados com os figurinos e objetos usados em cena por convidados em programas ao vivo da TV Globo aumentaram depois de um incidente ocorrido na última quinta-feira (08), no “Encontro com Fátima Bernardes”. 

No programa, um músico que acompanhava o cantor Johnny Hooker foi filmado com uma camiseta que exibia a frase ''Fora Temer''. Ele apareceu no canto direito, no alto da imagem, apenas uma vez e depois não foi mais focalizado.

A ordem da direção é reforçar, nos bastidores, o controle sobre o que vestem e carregam os convidados de atrações ao vivo. No caso do tecladista de Hooker, a culpa foi creditada à figurinista do programa de Fátima, que não checou a camiseta que ele vestia por baixo da camisa.

O controle já foi notado já no dia seguinte no próprio “Encontro” e neste sábado nos bastidores do “É de Casa”.

*****

O império midiático da famiglia Marinho – uma propriedade cruzada que possui tevê aberta e por assinatura (Globo e Globonews), rádios (CBN), jornais (O Globo, Valor, Extra), site (G1), entre outros meios – tem feito de tudo para esconder os protestos contra o Judas Michel Temer. Dezenas de manifestações ocorrerem todos os dias, em vários cantos do país, mas não aparecem nos veículos da Globo. Na abertura das Olimpíadas, o apresentador Galvão Bueno chegou a dizer que o usurpador recebeu “vaias e aplausos”. As faixas e cartazes que agitaram várias competições foram censuradas na telinha. Já na abertura da Paraolimpíada, nem a TV Globo conseguiu esconder a enorme vaia.

Bem diferente da linha editorial adotada nas marchas golpistas pelo impeachment de Dilma, que mereceram generosa cobertura do império global – inclusive com a alteração da sua grade de programação e até com o adiamento dos horários de partidas de futebol. A manipulação da Rede Globo, porém, não consegue calar ou invisibilizar a exigência do “Fora Temer”, que agora invadiu até os estúdios da emissora!

Nenhum comentário: