CEZAR CANDUCHO

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Lula: Sequer dormi em apartamento que a Lava Jato atribui ser meu.

 


"Lula esteve apenas uma vez no edifício, quando sua família avaliava comprar o imóvel. Jamais foi proprietário dele ou sequer dormiu uma noite no suposto apartamento que a Lava Jato desesperadamente tenta atribuir ao ex-presidente", afirma o texto.

O post também compartilha uma matéria publicada pelo Instituto Lula com vasta documentação que comprovaria que o MPF não tem provas, apenas ilações.

O material demonstra que ele nunca foi dono do apartamento, mas somente proprietário de cotas de um projeto da Bancoop, adquiridas por sua esposa, Marisa Letícia. A cooperativa se tornou insolvente e transferiu imóveis inacabados para a construtora OAS. Ressalta ainda que a família do ex-presidente comprou a cota, que foi devidamente declarada à Receita e ao Tribunal Superior Eleitoral.


Do Portal Vermelho.

***
***
***

Para movimento social, ataque a Lula visa desmobilizar o povo.


 


“É uma grande farsa orquestrada para desmoralizar o Lula e isso vem exatamente na tentativa de desnortear e desmobilizar o povo que está nas ruas defendendo os direitos sociais e a democracia”, enfatizou André.

Na opinião dele, a tentativa de criminalizar o ex-presidente é uma exigência da elite golpista e da agenda de retrocessos sociais que pretendem impor ao país. “Lula é um símbolo dos avanços do Brasil nos últimos anos. Essa é uma tentativa da elite golpista brasileira retirar direitos dos trabalhadores e das camadas populares”, completou.

O vice-presidente da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nivaldo Santana, reforçou a opinião de André. Para o sindicalista, a farsa da tarde desta quarta-feira busca prejudicar a luta dos trabalhadores que enfrentam uma agenda “ultraliberal” imposta pelo governo de Michel Temer.

Nivaldo observou ainda que o nome de Lula incomoda aos que querem consolidar o golpe. “O objetivo deste ataque é inviabilizar a candidatura de Lula em 2018”, ressaltou.
 
Do Portal Vermelho.

Nenhum comentário: