CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Mobilização pró Lula no fim de semana surpreendeu Lava Jato.

reacao-capa

Não foi fácil a decisão de divulgar informação confiável que obtive, de que o núcleo duro da Operação Lava Jato já se decidiu pela prisão do ex-presidente Lula por conta simplesmente de timing – ou seja: se não prenderem Lula agora que ele e o PT estariam “muito fracos”, depois não iria dar porque, devido ao espancamento de pobres que Temer está promovendo, o ex-presidente deve se fortalecer politicamente em 2017.
Eu sabia que haveria reações negativas à minha iniciativa porque, assim como ocorreu em fevereiro deste ano, eu só tinha a minha palavra, sem provas ou documentos. Ainda assim, eu sabia que o que ocorreu em fevereiro faria meu aviso sobre ofensiva contra Lula ser diferente de todos os outros avisos iguais que pululam todo dia na internet, os ditos “boatos”.
Fui criticado sem ter meu nome citado. Não entendo por que. Aliás, não acho honesto criticar alguém indiretamente, sem citar o nome do criticado. Parece estratégia para vender teorias contra uma pessoa sem que ela possa se defender, pois estaria “vestindo a carapuça”.
Detalhe: não vou citar os críticos porque não me citaram. Não estou atacando – o que exigiria nomear o alvo do ataque –, estou me defendendo de críticas covardes que não dão ao criticado o direito de reagir.
Confesso, porém, que eu intuía que provocaria tais reações – e outras até piores, que, até o momento, não vieram – porque fiz uma crítica muito concreta no post Golpistas farão prisão teatral de Lula a qualquer momento: critiquei a inação diante da ameaça a Lula.
Criticaram-me por divulgar a informação que obtive. Duvidaram e até debocharam dela, chamaram-me de “médium”, perplexos por ter havido repercussão ao meu aviso de que o ex-presidente está na iminência de sofrer uma prisão arbitrária.
Se se informassem um pouco mais sobre quem fez o alerta, esses críticos teriam entendido por que minha denuncia repercutiu. Saberiam que, em 26 e em 28 de fevereiro deste ano, antecipei a 24ª fase da Lava Jato, que prenderia Lula por algumas horas e faria busca e apreensão em sua residência e em seu instituto.
Onde estavam esses críticos em 4 de março deste ano, quando o delegado Igor Romário de Paula e o procurador Carlos Lima fizeram ameaças ao Blog que antecipou (com uma semana de antecedência) tudo que seria feito contra Lula naquela sexta-feira infame? Demonstram desinformação sobre um dos fatos políticos mais importantes da história; a prisão temporária do político mais popular do país, considerado o melhor presidente da história, segundo o Datafolha.
reacao-4
Na matéria de O Globo de 4 de março deste ano, o jornal comprovou que, em 26 e em 28 de fevereiro, no primeiro aviso que dei de arbitrariedade contra Lula, eu tinha informações do que ocorreria.
reacao-1
O pior é que, 22 dias depois, em 26 de março, a Lava Jato e a mídia voltaram à carga contra mim, só que, tal qual os críticos de esquerda de agora, sem citarem meu nome ou o deste Blog, sempre com ameaças absurdas como a de me “prender e processar”, nessa ordem.
reacao-2
Não foi fácil. Minha família entrou em pânico. Muitos ficaram preocupados. O eminente jurista e advogado doutor Pedro Serrano me procurou para me oferecer sua ação profissional para me defender das ameaças que a Lava Jato me fez em fevereiro por fazer o que estou fazendo de novo agora.
Serrano sabe tudo que enfrentei naquele momento. E ele achava que a Lava Jato poderia, sim, cometer algum ato de arbítrio contra mim, sem esconder que apreciava meu destemor em dar a cara a tapa numa questão que não me dizia respeito diretamente. Talvez por isso tenha me dado o seu apoio e dito as palavras que você vai ouvir quando me candidatei a vereador, neste ano.


Lamentavelmente, porém, algumas pessoas mal informadas (pois esse caso repercutiu muito, chegando a aparecer na Globo News e no Jornal Nacional) preferiram me criticar como se eu fosse algum desocupado que inventa fatos graves quando não tem o que fazer.
Mas, enfim, se a esquerda afundou tanto, nos últimos anos, não é sem razão. Há esquerdistas que gastam mais tempo atacando esquerdistas do que combatendo a direitona, os fascistas e os golpistas que estão destruindo o social e os direitos no Brasil.
Porém, meu novo aviso – que, agora, todos sabem por que foi dado, e em que bases –, encontra indícios em comentário do ex-colunista da Veja Diogo Mainardi, que veio a público insinuar que Lula está para ser preso.


Na verdade, após minha segunda divulgação da informação sobre a ofensiva da Lava Jato contra Lula, não faltaram contatos de pessoas que dizem que eu estaria “certo”, algumas delas insinuando que têm informações privilegiadas.
Confesso que, assim como em fevereiro eu não tinha como ter certeza da denúncia que fiz, agora tampouco posso garantir que tudo vai se passar como eu disse que se passaria. E o fato de isso ter acontecido em fevereiro não significa que o mesmo ocorrerá agora.
Minha fonte (confiável) diz ter recebido informação de outra fonte (igualmente confiável), de modo que, apesar de confiar nessa pessoa, evidentemente que ela pode ter sido enganada.
Ou não.
Seja como for, minha exortação à mobilização parece ter surtido efeito.
reacao-3
O efeito pretendido já foi alcançado. Neste fim de semana, não se falou de outra coisa. Mobilização sobre o arbítrio contra Lula voltou ao cenário, provocando até matérias na grande imprensa.
Eis que um dos passarinhos com quem converso volta a pousar na janela para confidenciar que, em sua opinião, a Lava Jato estava certa de que conseguiria prender Lula de surpresa, criando um fato consumado, dando ao consórcio formado por mídia, PSDB, PMDB, Lava Jato, MP, PF e Judiciário a opção de levar a cabo a prisão muito antes que a militância pró Lula pudesse se organizar.
Na pior das hipóteses, avisar que uma prisão mal fundamentada estava para ser feita pode não mudar nada e a Lava Jato poderá decidir prender Lula com ou sem mobilização; na melhor das hipóteses, avisar que o arbítrio estava programado pode fazer os seus autores refletirem que com a militância mobilizada vai ser difícil criar o “fato consumado”.
O mais irônico, porém, é o seguinte: um dos que me criticaram (sem me dizer o nome) por tomar uma atitude em benefício da mobilização em torno de Lula, reclamou que a militância na internet só fica curtindo posts, postando emoticons etc. em vez de se mobilizar e agir. Bem, o que está se vendo é que o aviso do arbítrio iminente acabou gerando mobilização.
Críticas mal formuladas, desinformadas – e, algumas, mal-intencionadas – dissipam-se no ar. Porém, atos de coragem perduram e produzem efeitos concretos. Meu negócio é agir. Não sou de falatório, eu ajo. Tem sido assim há 11 anos, no que diz respeito à política.
Não posso ter certeza de que acertei, mas duvido que qualquer jornalista que ouvisse ou visse informação importante como a que divulguei não a relataria, sob a confiabilidade da fonte. Recebo “denúncias” e “avisos” todos os dias. Praticamente nunca dou bola porque a grande maioria dos boatos não passa disso. Porém, desta vez, mais uma vez, meu instinto e uma dose de lógica me fizeram acreditar nessa informação.

*

http://www.blogdacidadania.com.br/…/mobilizacao-pro-lula-n…/

Nenhum comentário: