CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

PARA TER DELAÇÃO ACEITA, ALEXANDRINO IMPLICA LULA.


Após ter sua primeira tentativa de de fechar um acordo de delação premiada negado, o ex-executivo da Odebrecht Alexandrino Alencar mudou a versão apresentada aos investigadores; ao contrário da vez anterior, em que negava relação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a reforma do sítio em Atibaia (SP), agora Alexandrino diz poder entregar informações referentes à remodelação supostamente patrocinada pela empreiteira; com a apresentação de novas versões sobre o sítio, todas implicando Lula, os procuradores já sinalizaram que vão aprovar os termos do acordo

247 - Alexandrino Alencar, ex-executivo da Odebrecht que teve sua primeira tentativa de delação premiada recusada pela Lava Jato, mudou a versão dos fatos apresentada aos investigadores. Ao contrário da primeira vez, em que negava relação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com a reforma do sítio em Atibaia (SP), agora Alexandrino diz poder entregar informações referentes à remodelação supostamente patrocinada pela empreiteira, diz reportagem da Folha de S.Paulo.

"Com a apresentação de novas versões sobre o sítio e as viagens, os procuradores já sinalizaram que vão aprovar os termos do acordo.

Alencar foi diretor de Relações Institucionais da Odebrecht e é apontado como um dos operadores de propina da empreiteira. Ele ficou quatro meses preso no ano passado, foi condenado a 15 anos de prisão e está em liberdade.

Vai integrar o grupo que deve ter entre 70 e 80 executivos da Odebrecht que estão negociando acordos com procuradores da Lava Jato em Brasília e Curitiba,"

*

Nenhum comentário: