CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

sábado, 12 de novembro de 2016

Lula rebate IstoÉ e anuncia processo contra "delinquência" da revista.

 


Sob a fachada de uma notícia bomba, a revista diz que "investigadores" vazaram o conteúdo da delação de Marcelo Odebrecht com exclusividade, mas não apresentou nenhum documento que pudesse sustentar tal afirmação.

"Todas as pessoas envolvidas no acordo ouvidas por IstoÉ são unânimes em afirmar que Lula é a estrela principal da delação", diz a revista em tom de grande descoberta, mas sem apresentar documento algum, já que não teve acesso.

A reportagem afirma que na delação, que não foi homologado, Marcelo teria relatado o pagamento em espécie entre 2012 e 2013, derivada dos R$ 8 milhões que os investigadores também atribuíram com base em suas convicções, e não provas, de que o apelido "Amigo de OE" na lista seria o ex-presidente.

A defesa do ex-presidente informou que está tomando as medidas judiciais cabíveis contra os proprietários da revista IstoÉ e os autores de sua capa desta semana, "que é mais uma grosseira mentira contra o ex-presidente".

"IstoÉ é uma publicação sem credibilidade, conhecida no mercado editorial pela venalidade e pela desfaçatez com que vende reportagens, capas e até editoriais, aos mais diversos “clientes”. Confiamos na Justiça para deter a delinquência dessa publicação, típica da imprensa marrom", afirma a defesa por meio de nota.

"O ex-presidente Lula jamais recebeu ou pediu, nem direta nem indiretamente, valores ilícitos, seja da empresa citada pela revista ou por qualquer outra. A má-fé da revista é tão evidente que os autores sequer procuraram a defesa ou a assessoria do ex-presidente antes de publicar a mentira", enfatiza.

E completa: "Como tem ocorrido com frequência, a revista faz escândalo sem observar os mínimos critérios jornalísticos. Não menciona suas supostas fontes, não cita testemunhos, não faz referência a documentos. Não explica sequer o enunciado da capa: quem teria pago quanto, a quem, quando, como e onde. Traz apenas um enunciado vago e falso, atribuído a uma suposta delação que estaria sob sigilo, algo impossível de ser checado jornalisticamente".

Delcídio

A defesa do ex-presidente também informou que Delcídio Amaral, senador cassado e delator da Lava Jato, será processado por danos morais. A ação de reparação de danos é movida por "ele ter, em delação, mentido ao dizer que Luiz Inácio Lula da Silva agiu para obstruir a Justiça".

De acordo com os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Teixeira Zanin Martins, a ação é fundamentada nos relatos de cinco depoentes da audiência pública ocorrida em 8 de novembro na 10.ª Vara Federal de Brasília.

“Foram unânimes ao reconhecer que Lula jamais tentou interferir, direta ou indiretamente, na delação premiada de Nestor Cerveró, ao contrário do que fora afirmado por Delcídio do Amaral”, sustentam os advogados.


Do Portal Vermelho

Nenhum comentário: