CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

PTMG - Perspectivas econômicas pioram com governo golpista.


Mercado apresenta previsões cada vez piores para o PIB brasileiro e estratégia golpista para a economia parece ter afundado as perspectivas de recuperação econômica.
governo golpista de Michel Temer ( PMDB) não entregou o que prometeu e a economia não deslancha, indicam números do Boletim Focus, divulgado semanalmente pelo Banco Central. Apesar de aplaudida pelo “mercado”, a estratégia do golpista e de sua equipe econômica só faz piorar as perspectivas econômicas do país.
O boletim Focus é divulgado semanalmente pelo Banco Central, com expectativas de 120 bancos e instituições para os principais indicadores econômicos.
Na última segunda-feira (14), o boletim apontou queda de 3, 37% no PIB para o ano que vem, uma piora em relação à perspectiva de queda de 3,31% da semana passada. Foram seis quedas consecutivas desse indicador. Outro indicador que piorou foi a perspectiva para produção industrial, que caiu de – 6% para -6,06%.
A explicação é de que Temer e seu ministro da Fazenda Henrique Meirelles acreditaram em uma espécie de “ato de fé” econômico. A teoria era de que anunciando um projeto de austeridade como a PEC 55 (que tramitou na Câmara como PEC 241), dentre outros cortes orçamentários, a confiança dos empresários seria retomada, os investimentos voltariam e a economia cresceria.  
A proposta de Temer é de um ajuste a longo prazo (a PEC 55, que impõe um teto rígido na Constituição para os gastos públicos por 20 anos), reduzindo o papel do Estado na economia.
“Não bastou. Para que o empresário volte a investir, é necessário uma perspectiva de demanda e de rentabilidade”, afirma o economista Guilherme Melo, da Fundação Perseu Abramo. Só que a demanda na economia brasileira desapareceu.
“(A estratégia de Temer) foi um ato de pura fé”, diz ele.
Apesar de ter expandido o déficit público, Temer não aumentou os investimentos do setor público e nem baixou os juros, que seriam possíveis motores. Com o aumento do desemprego, o consumo das famílias e o investimento privado, outras duas possíveis fontes de demanda, também caíram. As concessões também não deslancharam. E o setor externo (exportações) que era um fator de otimismo no início do ano, voltou a apresentar queda com a recente valorização do real.
“Não tem demanda, e o empresário não vai investir só porque gosta do governo”, afirmou. “O investimento público está ideologicamente bloqueado porque o atual governo não quer que o Estado esteja à frente do processo de investimento”. É a ideia do Estado mínimo, que está minando a possibilidade de retomada.  
A única coisa que parece melhorar é a inflação, em perspectiva de queda. Isso ocorre pela demanda completamente inexistente. Mesmo assim, o governo não promove uma queda expressiva na taxa de juros. o que ajudaria a estimular a demanda (com crédito mais barato no mercado; além disso, a queda dos juros estimula investimentos no setor real da economia e menos investimentos em produtos financeiros).
Foto e fonte: Agência PT de Notícias

***
***
***

Nota de repúdio PTMG





O Partido dos Trabalhadores vem a público manifestar o seu repúdio às agressões sofridas na tarde de hoje (16/11) pelo deputado Paulo Guedes. Não bastasse às tentativas de tumultuar os trabalhos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, um grupo de manifestantes, liderado por alguns deputados da oposição, partiu para as vias de fato, agredindo o deputado com palavras de baixo calão, chutes, pontapés, pauladas e ripas.
No dia internacional da tolerância, passamos por ataques fascistas não só na capital mineira, como também em Brasília, onde o plenário da Câmara dos Deputados foi invadido por manifestantes, quebrando e danificando o patrimônio. Salientamos que ataques como esses não estão acontecendo só no Brasil, nos EUA grupos de extrema-direita começaram a atacar minorias, ficando impossibilitados do seu direito de ir e vir.
Além de repudiar atos bárbaros de intolerância promovidos por fascistas e golpistas como esse, o PT manifesta irrestrita solidariedade ao deputado Paulo Guedes e exige das autoridades policiais a imediata apuração das agressões, com a punição dos responsáveis.

Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais

Nenhum comentário: