CEZAR CANDUCHO

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Temer almoça com a cúpula do golpe: Aécio, FHC e outros do PSDB __+__ FHC diz que PSDB se ‘sente responsável’ pelo Brasil __+__ BLOG DO MELLO: Temer almoçou com PSDB. Para se defender de acobertar corrupção procurou especialistas no assunto.


Diante da crise instaurada no governo, após as revelações trazidas pelo ex-ministro da Cultura Marcelo Calero e a queda do também ministro Geddel Vieira Lima, o presidente ilegítimo Michel Temer convidou a cúpula do golpe, o PSDB, para um almoço no Alvorada, nesta sexta-feira (25)

convidados foi planejada pelo senador e presidente nacional do PSDB, Aécio Neves, e incluiu o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, governadores, ministros e prefeitos tucanos.

Durante evento realizado na Câmara também nesta sexta, os tucanos botaram panos quentes na crise do governo golpista que eles ajudaram a criar. FHC e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disseram que a saída de Geddel é uma prerrogativa de Temer e que o momento é de se focar na atual crise econômica e não “nas pequenas coisas”.

Fernando Henrique disse que “não há nada pior que tirar um amigo do governo”, ao se referir à saída de Geddel, mas, completou, “às vezes não tem jeito”.

“Diante da circunstância brasileira, depois do impeachment, o que temos que fazer é atravessar o rio. Isso é uma ponte. Pode ser uma ponte frágil, uma pinguela? Tudo bem. Mas é o que tem. Se você não tiver uma ponte, você cai no rio”, afirmou.

O líder do governo no Senado, Aloysio Nunes (PSDB-SP), disse não acreditar que a saída da Geddel vá atrapalhar nas votações de projetos na Câmara ou no Senado.

“Ele [Geddel] fez o que tinha que fazer, evitar que essa questão se transformasse numa questão prioritária para o país quando há tanta coisa mais importante para nós resolvermos”, desconversou o senador.

Alckmin disse que Temer “conta integralmente” com o apoio do PSDB para a aprovação de “medidas de interesse da população”.

Do Portal Vermelho, com informações de agências

FHC diz que PSDB se ‘sente responsável’ pelo Brasil

Após se encontrar com o presidente Michel Temer, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que o PSDB “se sente responsável” pelo Brasil ao ser perguntado se o partido vai continuar ao lado do governo após a saída de Geddel Vieira Lima da Secretaria do Governo.

FHC e outros membros da cúpula da legenda almoçaram com Temer no Palácio da Alvorada. “O PSDB se sente responsável pelo país, que está num momento que precisa de união”, afirmou FHC.



Com sua situação bastante complicada , o presidente Temer resolveu convocar um almoço com especialistas em abafar casos de corrupção, os tucanos.

No governo FHC, foram arquivadas 469 investigações, envolvendo 194 deputados, 33 senadores, 11 Ministros, além de quatro contra o próprio FHC.

O presidente da República, Michel Temer, recebeu para almoço nesta sexta-feira (25) a cúpula do PSDB no Palácio do Alvorada, residência oficial da Presidência. A lista de convidados foi planejada pelo senador e presidente nacional do partido, Aécio Neves, e incluiu o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, governadores, ministros e prefeitos de capitais da sigla. Segundo a assessoria do senador, 20 pessoas compareceram ao almoço.[ Fonte: G1]

O almoço foi um sucesso. Agora à tarde, nos principais veículos de comunicação, Aécio, FHC e Gilmar Mendes atacam o ex-ministro Marcelo Calero e defendem o governo Temer.

Nenhum comentário: