CEZAR CANDUCHO

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Elegia para Marisa Letícia Lula da Silva.

marisa foto 1

A ele te dedicaste por décadas tantas

Como séculos, silente e loquaz,

Olhar sorridente, voz ausente

Regaço do exaurido, elixir do guerreiro

Torturada, nem um lamento te escapou

Da boca ou do olho, da voz ou do alhar

Desafiaste o carrasco, silêncio impávido,

Sereno, negando súplica, capitulação

Aceitaste a recusa dele a capitular,

Tiveste sentido histórico de tua

Importância para que ele

Não sucumbisse à trilha da história

Suportaste o insuportável, enfrentaste

O irrefreável, desdenhaste a impiedade,

Galgaste o inexpugnável, olhaste a deformidade

Da mentira, de tanta, tanta iniquidade

Alcançaste o inverno do tempo

Designado, serena como o

O entardecer, vida dedicada

À tua terra, à tua gente,  ao amor

Sem tu ele sucumbiria, por tu

Ele não sucumbirá, eis que com teu

Ato derradeiro roubaste o

Momentum de outra conspiração


Marisa, Galega, a democracia te

Homenageia, a verdade te exalta,

O futuro te agradece, o passado te

Honra, a história te fará jus





marisa foto 3

*

Nenhum comentário: