CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Jornalões escondem o próprio fracasso: Não conseguem acabar com Lula>> _+_<< Moro é o principal cabo eleitoral de Lula.


ESMAEL MORAIS
A grande mídia é incapaz de destruir Lula, a despeito de uma campanha negativa que já dura vários anos; outro motivo para ignorar a pesquisa é a péssima imagem de Michel Temer, que só chegou ao poder graças ao apoio dos meios de comunicação; ou seja: o Brasil tem hoje uma imprensa que vai na direção oposta à dos anseios da população.
Da Redação com Informações do Brasil 247

O Brasil tem hoje uma imprensa que trabalha contra seu próprio povo. Ela exalta o governo de Michel Temer, hoje a figura mais odiada do País, e promove uma campanha negativa contra o ex-presidente Lula, que disparou na pesquisa CNT/MDA e seria eleito presidente novamente se as eleições fossem hoje (leia mais aqui).

Isso ficou claro na decisão dos três principais jornais do País de não noticiar ou esconder a pesquisa CNT/MDA. Folha e Globo, por exemplo, ignoraram o assunto, enquanto o Estado de S. Paulo confinou o tema a um rodapé.
http://www.revistaforum.com.br/2017/02/16/jornaloes-escondem-o-proprio-fracasso-nao-conseguem-acabar-com-lula/
>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Moro é o principal cabo eleitoral de Lula


O juiz federal Sérgio Moro é o principal responsável pela disparada do ex-presidente Lula nas pesquisas de intenções de voto.

No cenário mais crível, Lula tem 30%, Marina e Bolsonaro 11% cada, Aécio despencou para 10%, Ciro tem 5% e Temer aparece em último com 3%. No entanto, Lula vence em todos os cenários possíveis nos dois turnos.

O magistrado vitimizou o petista com a ideia-fixa de prendê-lo por motivos políticos. Transformou-o em Zorro.

Some-se à insana persecução o fato de que a Lava Jato, o golpe e Michel Temer empurrarem o país ladeira abaixo. Só se fala em desemprego, miséria, quebradeira, fim da aposentadoria, precarização da mão de obra, piora nos serviços públicos, eterna crise para os debaixo, enfim, desgraça geral para o povo.

Portanto, a combinação Temer + Moro representa na cabeça do povão pauperização.

Para o os golpistas que derrubaram Dilma Rousseff e o parcial Moro, que incorpora a personagem de Sargento Garcia, só tem uma saída para não perderem as eleições de 2018: o tapetão.

Por tapetão entenda-se tornar Lula inelegível, o que também não é tarefa fácil.

Prender Lula também ficou muito distante para a Lava Jato, que sequer consegue uma única prova contra o ex-presidente.

A traquinagem seletiva do judiciário veio a lúmen esta semana com a liberação de Moreira Franco, o Angorá, para o ministério do ilegítimo Michel Temer.

Lula não pôde ser ministro da Casa Civil.

Nenhum comentário: