CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Ação da oposição no TSE não tem chance de êxito - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo afirmou que a ação dos tucanos junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi uma tentativa de deslegitimar o resultado das urnas que elegeu a presidenta Dilma Rousseff, mas que governo acompanha com tranquilidade o processo.

José Eduardo Cardozo é ministro da Justiça
José Eduardo Cardozo é ministro da Justiça.
“A ação foi apresentada em um momento em que você tinha o resultado eleitoral e tudo se fez para tentar deslegitimar esse resultado pela oposição. Pediram recontagem de votos, depois disseram que as máquinas eleitorais não funcionavam, que tinham distorcido o resultado. E nesse processo também se criou essa ação que está sendo conduzida pelo TSE”, declarou o ministro em entrevista.

E completa: “Eu, sinceramente, não vejo nenhuma plausibilidade nesse processo. Não há absolutamente nada que possa determinar o êxito por parte da oposição nesse caso”.

O ministro reafirmou que não houve qualquer irregularidade no processo eleitoral e rebateu as ilações da imprensa em torno das doações e do vazamento da delação premiada de Ricardo Pessoa, empreiteiro da UTC.

“Ninguém conhece exatamente o teor de delação premiada do empresário Ricardo Pessoa. Existem matérias divulgadas pela imprensa. Não sabemos exatamente o que existe lá. Nós já vimos situações no passado em que órgãos de empresa denunciavam que estavam em delações premiadas e que depois não se confirmaram”, salientou.

E acrescentou: “O que eu posso afirmar é que independentemente do que conste nessa delação premiada a campanha da presidente Dilma Rousseff foi feita com absoluta lisura. A orientação que ela deu ao tesoureiro, hoje ministro, Edinho [Silva, da Secretaria de Comunicação] foi muito clara e eu não nenhuma dúvida que ele a respeitou".

Sobre a conjuntura política, Cardozo avalia que é um “momento superável e que será superado”. “Na política, as coisas estão sempre em fluxo. Eu me lembro que quando era perguntado, no passado, quando as pesquisas de opinião davam altíssimo índice de aprovação da presidenta, como eu via isso, minhas respostas eram as mesmas: essas são fotografias de um momento”, declarou.

Para o ministro, as dificuldades serão superadas porque medidas foram tomadas de forma “correta e madura”. “Eu acho que é uma questão de tempo. Isso acontece em qualquer governo e decorre da conjuntura que vivemos hoje”, acrescentou.
 

Do Portal Vermelho.

Nenhum comentário: