CEZAR CANDUCHO

domingo, 31 de julho de 2016

Moro não se comporta como juiz, mas como acusador.

 


"Eu nunca vi uma situação tão terrível quanto a atual. Um desrespeito aos direitos fundamentais na área jurídica tem sido uma constante. Esse juiz Moro é, ao meu ver, muito pouco habilitado para a função de magistrado. A magistratura exige muito equilíbrio, muita serenidade e, sobretudo, muita imparcialidade", afirmou Bandeira de Mello em vídeo divulgado pela Instituto Lula nas redes sociais. 

Para ele, a denúncia feita pela defesa do ex-presidente Lula ao tribunal internacional da ONU "é a única coisa que pode nos valer para tentar salvar o país dessa fase pavorosa".



Nenhum comentário: