CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

PTMG - Lula e lideranças do PTMG se reúnem com jovens do Levante em BH.


Lula e lideranças do PTMG se reúnem com jovens do Levante em BH.
Enquanto em São Paulo os jovens são recebidos à bala e a cacete pela arbitrariedade da Polícia Militar, em Belho Horizonte a recepção calorosa pelas lideranças do Partido dos Trabalhadores de Minas Gerais e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcou o 3º Acampamento Nacional do Levante. O encontro que aconteceu no mineirinho na terça-feira (06/09).
Para a presidenta do PTMG, Cida de Jesus, a participação de Lula, do governador Fernando Pimentel e de lideranças como Patrus Ananias e deputados federais e estaduais, foi esperada e celebrada com muito entusiasmos pelos jovens. “Ao mesmo tempo em que foram recebidos com carinho, pois representam a força da nossa luta contra o golpe, os jovens foram também recebidos com carinho pelo PT de Minas Gerais, nossas lideranças e dirigentes sociais e sindicais”, disse a presidenta do PTMG.
Em seu discurso, o ex-presidente Lula defendeu o engajamento dos jovens na política e pediu tolerância. “Vamos mostrar que a gente sabe conviver democraticamente. A sociedade justa que a gente quer criar, é uma sociedade da tolerância. Se eu estava triste hoje e escolhi vir aqui, posso dizer que vocês me ajudaram a voltar para casa com ânimo. Eu quero dizer a eles que me perseguem que o problema não sou eu. Já estou velhinho. O problema deles são vocês. Eles têm que aprender que se querem ser presidente desse país, tem que ir para rua e disputar o voto e não dar um golpe parlamentar”, afirmou.
Para os dirigentes do PTMG a encontro ajudou a fortalecer o espírito de luta contra o retrocesso. “Saímos fortalecidos com a energia dos jovens que se mostraram prontos e engajados na resistência. Precisamos unificar as nossas forças e lutar contra a perda de direitos e interrupção da democracia”, disse Cida de Jesus.
Assessoria de Comunicação PTMG
***
***
***

7 DE SETEMBRO - DIA DE RECONQUISTAR A NOSSA INDEPENDÊNCIA.





  7 de setembro – Dia de reconquistar a nossa independência.

Diante do Golpe, da arbitrariedade jurídica, da manipulação midiática de empresas que se enriquecem utilizando um espectro público sem nenhuma regra sobre concessão de sinais respeitada e diante da perda de direitos sociais construídos e conquistados de forma democrática, chegamos ao dia 7 de setembro.
A data, que serviria para lembrar o grito do imperador às margens do Rio Ipiranga em 1822, dando início ao processo de uma nação independente dos mandos de Portugal é marcada novamente pelos gritos de um povo indignado com o processo de impedimento de uma presidenta legitimamente eleita, com apoio de mais de 54 milhões de pessoas. Mais do que isso, os gritos das ruas pedem a saída de um governo golpista e a realização de um novo processo eleitoral, no qual cada cidadão possa escolher aquele presidente que de fato lhe represente, com políticas públicas de inclusão social e da retomada da economia sem a interferência dos interesses do setor privado.
Contra essa repressão, o povo vais às ruas na data de hoje.
As frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, assim como outros movimentos sociais como o Grito dos Excluídos programaram agendas em várias cidades brasileiras e centenas de milhares de pessoas são esperadas nas ruas de Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Florianópolis, Cuiabá, Salvador e outras tantas cidades pelo interior do Brasil.
A capital mineira, que na noite de terça-feira (06/09) recebeu o presidente Lula no 3º Acampamento Nacional do Levante, evento que se estende até o dia 9, recebe hoje o 22º Grito dos Excluídos na Praça Raul Soares. Com o lema “Fora Temer – Nenhum direito a menos” o a voz do movimento torna-se uníssona ao pedido de “Diretas Já”, entoado também pelo movimento Povo Sem Medo.
Esse será um 7 de setembro diferente. A data que relembra a luta, será marcada pela luta de milhares, de milhões de brasileiros. Uma luta contra o retrocesso, contra o desmonte de conquistas sociais e de direitos conquistados. Uma luta em favor da democracia, em favor do respeito à Constituição Federal. Uma luta de um povo que não se deixa enganar, que não se permite ser manipulado e que não vai aceitar calado a retirada daquilo que lhe é mais sagrado: a liberdade.
Dia 7 de setembro, dia de luta. Dia de reconquistarmos a nossa independência de um governo golpista.
Assessoria de Comunicação – PTMG

Nenhum comentário: