CEZAR CANDUCHO

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Globo ataca golpistas como se ela não fosse a mãe e a avó do golpe das bananas — PSDB e Judiciário.



Por Davis Sena Filho — Palavra Livre


"A Globo pede a cabeça do ministro golpista e truculento, Geddel Vieira Lima (PMDB/BA), que tem de cair e sumir da vida política brasileira para sempre, mas não por causa da pressão indevida da Globo, por se saber que tal partido de direita não tem moral e credibilidade. Todo mundo desse governo usurpador e ilegítimo tem de cair, não apenas o Geddel. Afinal, quem vai pedir a cabeça da Globo? Ou a organização(?) plutocrata, sediciosa e golpista também não está envolvida até o pescoço com o golpe criminoso? O golpe que transformou um gigante como o Brasil em uma republiqueta menor do que um cacho de bananas, ou seja, a essência provinciana e colonizada das 'elites' brasileiras". (DSF)

Os empregados das Organizações(?) Globo, os que se consideram jornalistas, comentaristas e "especialistas" de todo e qualquer assunto, estão a viver uma ressaca moral às avessas e após o golpe da casa grande de índole e alma escravocratas e das bananas. Trata-se de ressaca cínica, hipócrita e de uma sordidez e infâmia sem igual, pois inominável e inenarrável. 

Uma ressaca estudada, oportunista e calculista, que chega a ser um escárnio contra os próprios jornalistas golpistas, quando se olham e são olhados pelo público, por intermédio das câmeras e fazem seus comentários ardilosos e manipuladores, porque promotores do jornalismo de guerra, já que partidário, ideológico, sectário, parcial e totalmente voltado para consolidar a agenda política e econômica de seus patrões — a famiglia Marinho.

Essa gente, autora do verdadeiro, genuíno e autêntico jornalismo de esgoto, passou mais de 13 anos a lobotomizar as mentes frágeis, fúteis, levianas e despolitizadas dos coxinhas de classe média e dos riquinhos de condomínios fechados, com o propósito de conquistar apoio à causa da criminalização dos governos trabalhistas do PT e da judicialização da política, em parceria com o Judiciário e com a oposição de direita liderada pelo PSDB, DEM e PPS, que ora usurpa o governo central para ferrar com os interesses do País e impedir a emancipação de seu povo.

Entretanto, o que se vê hoje são os âncoras, comentaristas, "especialistas" de prateleiras, editores e repórteres da TV Globo, da Globo News e da CBN, além dos impressos O Globo e Época, bem como pela internet o G1, a reclamar e a criticar as ações e condutas dos membros do governo golpista e usurpador de *mefistófeles — vulgo *mi-shell temer, que está a botar pra quebrar, no que concerne a proteger e a blindar os truculentos e corruptos de seu (des)governo, que já disse para o que veio: evitar a prisão de membros do PMDB, PSDB, DEM e PPS. 

Tanto é verdade que essa gente desprovida de caráter está prestes a anistiar o crime de caixa dois, o que faz qualquer cidadão com um mínimo de senso crítico perguntar: "Ué, criminalizaram as esquerdas e o PT na Lava Jato, no Mensalão para derrubar e perseguir seus presidentes, prender suas lideranças e agora vão anistiar toda a direita? A direita onde agem e atuam os maiores e mais perigosos criminosos, que quebraram propositalmente o Brasil e estão a prejudicar gravemente seus interesses em todos os campos de atividade humana, em âmbitos social e econômico?"

Insisto com as perguntas: "A direita que foi delatada por se envolver com incontáveis crimes de corrupção, a que deu mais um golpe de estado no Brasil para tomar de assalto a Presidência da República e, com efeito, evitar de ir para a cadeia? Quer dizer que o caixa dois do PT é propina, fruto de crime; e o caixa dois do PSDB (DEM e PPS) é doação, fruto da generosidade quase santa de empresários corruptores? E a Justiça, o MPF e a PF se acham sérios? Os jornalistas da Globo et caterva se consideram sérios? Então, os brasileiros são todos idiotas e burros? É isso?" Pobre deste País...

Os patifes já estão a governar para os ricos e a tirar os benefícios e as conquistas dos pobres. Estão também a vender o Brasil, como se o País fosse um feirão ou produto da Casa Bahia, além de impor o programa neoliberal do PSDB, que foi derrotado quatro vezes nas urnas, o que não deixa margem à dúvida de que o Governo de FHC — o Neoliberal Golpista I — realmente não deixou saudade e nem causou admiração. 

Trata-se, na verdade, de uma forma de consolidar o golpe criminoso e bananeiro, a ter somente o PT, o Lula e a Dilma dentro da Lava Jata, cujo carcereiro e justiceiro seletivo e parcial, o juiz Sérgio Moro, do PSDB do Paraná, tranca a porta e depois joga a chave fora, para que os demotucanos fiquem livres, leves e soltos, com seus crimes sem serem punidos e a prescrever, a exemplo do Mensalão do PSDB e do escândalo do Banestado, dentre inúmeros casos protagonizados pelos tucanos e jamais julgados e punidos pela Justiça burguesa e partidária da casa grande. Bingo!

Todavia, ressalto novamente, porque apesar de me considerar um homem experiente, sempre fico impressionado com a cara de pau e a total ausência de autocrítica da Globo e de outros veículos igualmente golpistas, no que tange aos jornalistas em relação ao golpe cucaracha dos oligopólios midiáticos quanto à posição e ao papel fundamental que eles tiveram no processo de impeachment de Dilma Rousseff, cujo crime de responsabilidade jamais foi comprovado. Impeachment sem comprovação de crime é golpe.

Os monstrinhos criados em redações são de uma hipocrisia e de um cinismo que chegam a ser abjetos, a atingir o pico da barbárie ou da selvageria. Eles são de uma indignidade atroz, porque não estão apenas envolvidos até suas entranhas com o golpe criminoso. É muito mais do que isto. Os jornalistas da Globo, sem generalizar, são o próprio golpe, assim como os empregados de outras empresas de comunicação comerciais e privadas, principalmente os que trabalham na editorias de política e economia.

Disfarçam, distorcem, manipulam e mentem, se for necessário. Fingem a ser leitões para poder mamar deitados. Estão a se valer, indevidamente e inapropriadamente, de concessões públicas, cujo verdadeiro dono é o contribuinte, o cidadão brasileiro — o Estado. Agora estão a se eximir, a tirar o corpo fora do golpe covarde e de uma vileza e violência como nunca vi igual. Questionam o governo golpista do *mefistófeles, que, contraditoriamente, apoiam e com quem a imprensa burguesa e porta-voz da casa grande formalizou uma relação de cumplicidade e de compadrio para derrubar Dilma Rousseff, que cumpriu a promessa, como asseverou em debate ao golpista tucano e mega delatado da Lava Jato, o senador Aécio Neves, de que "não vai ficar pedra sobre pedra". 

Por causa  disto, a presidente Dilma foi injustamente deposta, como comprova o áudio vazado das conversas do senador golpista, Romero Jucá, com seus comparsas do governo *mi-shell, quando ele afirmou que com a mandatária trabalhista no poder não seria possível barrar as ações da Lava Jato. Até hoje o juiz nada isento e seletivo, Sérgio Moro, do PSDB do Paraná, e o procurador obsessivo por Lula, Deltan Dallagnol,  não consideram que Jucá tentou obstruir a Justiça. Porém, o Lula sim. E todo mundo que está a ver e a observar essa verdadeira podridão é idiota ou burro, evidentemente, perante o juízo ou a falta dele de certos togados e meganhas partidarizados e sectários. Mais uma vez, reafirmo: quem quer respeito tem de se dar o respeito. 

Entretanto, nos deparamos com os horrores e as covardias perpetradas pela imprensa patrimonialista e meramente mercantil. A imprensa do compadrio. Não se trata de qualquer compadrio. A imprensa de mercado e alienígena tem laços de sangue com os golpistas e traidores, que estão no poder e que tomaram de assalto o poder, como os bandidos fazem em meio à sociedade. É o compadrio com o governo de *mefistófeles — vulgo mi-shell temer —, que aumentou em progressão geométrica as verbas públicas em publicidade para que as famiglias dos coronéis midiáticos se locupletem e encham seus cofres e bolsos.

Um dos muitos motivos do golpe de terceiro mundo, que cansei de elencar em meus artigos, é exatamente a verba publicitária. A iniciativa "privada" do setor de mídias e de imprensa sempre se sustentou, se sustenta e se sustentará com o dinheiro público. Essa conversa cretina e mau caráter de que "não existe almoço grátis" é conversa mole de neoliberal patife e mentiroso para que somente ele possa, não só almoçar, mas se banquetear com o dinheiro público praticamente doado por meio de publicidade oficial. Por sua vez, os magnatas bilionários terão maior facilidade para pedir dinheiro emprestado aos bancos de fomento e depois pago por intermédio de módicas parcelas, com juros abaixo do mercado. O golpe de direita tem cheiro de dinheiro... Uh lá lá!

O golpe também aconteceu porque a casa grande lutou para que o Estado, além de ser mínimo com a venda das empresas públicas e o fim dos projetos estratégicos para a independência do Brasil, passe novamente a ser patrimonialista, que significa a transferência do dinheiro e do patrimônio público para enriquecer mais ainda a burguesia e suas corporações privadas. Quem não consegue compreender esse processo criminoso e dantesco imposto ao povo brasileiro é porque está no mundo da lua ou é um sujeito de má-fé.

Para concluir, considero que os jornalistas da Globo assumam de vez suas perfídias e farsas, pois que "merecedores" de grande parte do "bolo" do golpe bananeiro de 2016, porque a imprensa burguesa, sobretudo, é a coluna central da infausta "obra" criminosa e covarde, que rasgou a Constituição, rompeu com a democracia e mandou para o espaço o Estado Democrático de Direito, como registrará a história do Brasil, sem sombra de dúvida. 

O golpe de estado travestido de legal e legítimo com a cumplicidade dos juízes do STF e do procurador-geral da PGR de Rodrigo Não Devo Nada a Ninguém Janot, parceiro do juiz Sérgio Não Vem ao Caso Moro, que envergonharam o Brasil, sendo que enorme contingente da população não confia na Justiça, porque não tem como confiar em uma Justiça e em um Judiciário que atuam e agem como capitães do mato dos interesses políticos e econômicos do capital e da plutocracia nacional e internacional, como está a ficar cada vez mais nítida a estranha relação entre a Lava Jato e os governo dos EUA (CIA).

Uma parceria que, obviamente, está a propiciar processos contra a Petrobras com a cooperação de delatores brasileiros, pois a intenção é desconstruir e desmontar a Petrobras no exterior, além de a estatal ser esquartejada no Brasil para ser vendida e, consequentemente, o País de língua portuguesa perder sua autonomia e independência no que diz respeito ao controle da cadeia de gás e de petróleo, porque deixará de ser dono de seus projetos e programas estratégicos sobre energia, a ter à frente desse processo de traição, de irresponsabilidade e de molecagem o triunvirato formado por *mi-shell temer, José Serra e Pedro Parente.

Tais indivíduos que deveria estar presos há muito tempo pelas mãos do STF ou do juiz Moro ou de qualquer magistrado que tivesse o discernimento de que o Brasil já deveria ser há décadas um País civilizado e desenvolvido, se não fosse a porcaria de "elite" que vive em suas terras. A casa grande que em tempo algum da história teve a dignidade e a responsabilidade de pensar o Brasil, realidade esta que não ocorreu com as "elites" dos países desenvolvidos, porque até a direita dessas nações tem compromisso com seus países, o que não ocorre com os escravocratas colonizados, submissos e subalternos daqui.  

A verdade é que se trata do golpe de crápulas que humilhou o Brasil e o desqualificou perante o mundo como Nação desimportante, que deseja ser civilizada, democrática e desenvolvida, mas que nunca consegue, porque sempre à mercê de golpes dignos de cucarachas. Ninguém respeita. Até os Brics se afastaram. Ninguém respeita a casa grande deste País. Tanto é verdade que as lideranças mundiais ignoram o golpista *mi-shell temer, o chefe pária de um governo bastardo. Ninguém o leva a sério, pois tratado como um moleque. 

Nesta ordem, ninguém respeita o jornalismo da Globo, porque partidário e mentiroso, golpista e inconsequente, como se comprova por intermédio da grande imprensa internacional, que faz duras críticas ao jornalismo do maior partido de direita da América Latina: a Globo. A senhora de si. A golpista histórica. A psicopata que pede desculpas por ter apoiado, efetivamente, os golpes de estado no passado.

Contudo, tal qual a um escorpião, não consegue controlar sua índole draconiana, sua essência venenosa em forma de golpe. Não resiste e passa a inocular veneno na sociedade, como aconteceu com os coxinhas tresloucados. A Globo em relação ao golpismo é igual aos alcoólatras ou aos dependentes de drogas: pode até parar com o vício por algum tempo, mas se não resistir e tiver uma recaída, lá vem o golpe. É assim. Simples assim.

 A Globo critica o governo golpista como se ela não fosse a irmã, a mãe e a avó do golpe terceiro-mundista. O golpe criminoso contra Dilma Rousseff, a presidente legítima e constitucional, que teve 54,5 milhões de votos criminosamente invalidados, está sentado à vontade no colo da Rede Globo e de suas coirmãs de conspirações, traições e sedições. Globo: Abra os braços e toma que este filho é teu! É isso aí. 

*mi-shell temer - o nome de tal peçonha é sempre escrito em minúsculo, por se tratar de um pigmeu moral, político, citadino e golpista.

*mi-shell temer, além de ter seu nome sempre escrito em minúsculo, a partir de agora terá seu primeiro nome escrito com as letras m-i-s-h-e-l-l. Portanto, o nome de tal desditosa peçonha passa a ser escrito no Palavra Livre como *mi-shell temer. PS: sempre em minúsculo.

*mi-shell é também conhecido pelo vulgo Amigo da Onça — o Usurpador Traidor.

*Golpista é palavra sinônima de *mi-shell temer.

*mefistófeles é *mi-shell temer.

*mi-shell temer é *mefistófeles.

*mefistófeles é sempre escrito em minúsculo.

Nenhum comentário: