CEZAR CANDUCHO

Minha foto
TERRAS ALTAS DA MANTIQUEIRA., MG, Brazil

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Moro suspeita de que João Santana esteja por trás do “ataque” a FHC.

santana


O senador José Serra emprega em seu gabinete no Senado Margrit Dutra Schmidt, irmã de Mirian Dutra Schmidt, ex-namorada de Fernando Henrique Cardoso. Conforme informou o blog do jornalista Lauro Jardim, no site do GLOBO, “Margrit vai diariamente, de manhã e à noite, registrar sua digital na entrada principal do Congresso, a Chapelaria, mas não cumpre expediente”.
Em vez de trabalhar para o Senado da República, que paga seus vencimentos, a irmã daquela que hoje virou um desafeto de seu “patrão”, José Serra, por estar acusando o líder de seu grupo político, adivinhe onde Margrit está, leitor?
Na última sexta-feira, o jornal O Globo noticiou que a funcionária fantasma de Serra viajou à República Dominicana a pedido do tucano. A matéria não explica a razão da viagem. Porém, com a investida da Lava Jato contra aquele que é marqueteiro do PT desde 2006, João Santana, agora o Blog recebe uma informação estarrecedora.
Margrit está na República Dominicana, conforme a própria confirmou ao Globo na sexta-feira. Está no mesmo país que João Santana, quem, após as denúncias de hoje na imprensa e a deflagração da Operação Acarajé, da PF, já se prepara para voltar ao Brasil para se colocar à disposição das autoridades, diante dos boatos de que sua prisão preventiva foi pedida.
Mas o que tem que ver a irmã de Mirian Dutra com os problemas de João Santana? Segundo a minha fonte, tudo. Margrit Dutra teria seguido a irmã, quem teria se encontrado com Santana para fazer a ele as denúncias contra FHC que durante a semana passada convulsionaram o cenário político.
A funcionária fantasma de Serra teria informado ao tucano que Santana e Mirian haviam se encontrado. Deduziram que foi o marqueteiro do PT quem a “subornou” para contar ao público os podres de FHC.
Não há provas de que Santana se encontrou com Mírian. Só o que se sabe com certeza, graças ao Globo, é que Margrit, estranhamente, tirou “férias” do gabinete de Serra – ao qual não comparece nunca – para realizar uma missão não explicada para o tucano no mesmo país em que está João Santana. E, em seguida, o mundo desaba sobre a cabeça dele.
O massacre de Santana, pois, seria o troco de FHC por ter sido denunciado, segundo a fonte do Blog em questão.
Se acredito nisso? Só não acredito que todos esses personagens descobriram, de uma hora para outra, do nada, todos ao mesmo tempo, os encantos da República Dominicana. É coincidência demais para o meu gosto.
*

Nenhum comentário: